A Menina Que Matou os Pais - De quem é a culpa? || Resenha - Hospicio Nerd

A culpa é dela!

Qual é a verdade? Bom, ela depende da sua visão e versão sobre o ocorrido. Os fatos podem ser vivenciados de vários modos. Cuidado com quem te conta .Lembrando que estamos analisando O FILME! E essa resenha NÃO TEM SPOILER. Aproveite e leia “O Menino Que Matou Meus Pais”, e depois vem comparar!

A Menina que Matou os Pais: Carla Diaz, Leonardo Bittencourt

Um dos casos mais emblemáticos e conhecidos do Brasil é o homicídio do casal Manfred e Marísia von Richthofen, que ocorreu em 2002 pelo Daniel Cravinho, seu irmão e Suzane (filha do casal). Durante a investigação muitas suspeitas e hipóteses foram criadas, o depoimento dos envolvidos foi uma base sendo que um culpou o outro para tentar se defender.

A Menina que Matou os Pais: Carla Diaz, Leonardo Bittencourt

Nesse filme “A menina que matou seus pais”, mostra o depoimento de Daniel Cravinhos, namorado de Suzane e ele narra como foi o namoro até a noite do crime. Assim, diz como Suzane influenciou ele a cometer o crime. Um jovem de família humilde, trabalhador, se apaixona e quer defender sua namorada. Fica tão envolvido que comete um crime por ela. Será? Essa é a questão da investigação e o que intriga durante o filme. Os atores Carla Diaz e Leonardo Bittencourt se entregam ao papel, sendo envolvente para a trama e gerando a expectativa da história.

Por ser uma história tensa, fiquei presa e inclusive lembrando da repercussão da mídia sobre o caso. Recomendo este filme e a continuação para entender sobre o crime, inclusive por indicação dos próprios roteiristas assistam este primeiro.
Bom filme.

Eu sou a Andressa, escrevo resenhas aqui no site e participo do podcast
HospicioInCast”, escuta lá

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários