Diretor e roteiristas de A Menina Que Matou os Pais contam mais sobre bastidores do filme - Hospicio Nerd

E só aumentou a nossa ansiedade!

Hoje, 4 de dezembro, Mauricio Eça, Ilana Casoy e Raphael Montes invadirão a programação da CCXP Worlds com uma masterclass incrível contando mais um pouco sobre os bastidores de ‘A Menina Que Matou Os Pais‘ e ‘O Menino Que Matou Meus Pais‘, e como foi o processo para produzi-lo.

A MENINA QUE MATOU OS PAIS | O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS - TRAILER OFICIAL. - YouTube

Raphael e Ilana tiveram muitas conversas antes de começarem a escrever o roteiro. Durante a masterclass, Raphael mencionou um filme francês como referência chamado ‘Bem Me Quer, Mal Me Quer’, onde é possível ver duas versões da mesma história, e Ilana teve a referência da série ‘The Affair’. Os dois roteiristas entenderam que a melhor maneira de contar a história era de forma dramatúrgica e reveleram que existem cenas exclusivas em cada filme. O roteiro foi estruturado no formato de romance e há cenas semelhantes, mas com versões opostas dos acontecimentos contadas por Suzane (Carla Diaz) e Daniel (Leonardo Bittencourt). Segundo Ilana e Raphael, existe uma misura de verdades e de mentiras nas histórias, mas ta´mbém existe vivências.

O diretor Mauricio Eça revelou que as cenas das duas versões eram filmadas no mesmo dia, uma após a outra. Além disso, esqueça diferenças nas cores dos dois filmes, Eça utilizou a mesma estética e o que muda é apenas a versão da história que cada personagem conta em seu próprio filme. Os atores tiveram toda uma preparação, afinal, é um caso pesado e impactante a ser interpretado. Os longas ainda segue sem uma data de estreia definida.

O caso Richthofen completou 18 anos em outubro deste ano.

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários