{Resenha} Alguém tem que morrer! Amor, família, preconceito, tiros e morte! - Hospicio Nerd

INHAIMMM TUXOS E TUXAS VAMOS PARA A ESPANHA DOS ANOS 50?

Estreou no último dia 16 de outubro a mini-série espanhola e mexicana Alguém tem que morrer (Alguien tiene que morir) com 3 capítulos de aproximadamente 50 minutos na nossa Mamá Netflix! México e Espanha unidos em uma só produção é a aposta do streaming com este lançamento e pelo que parece a reconstituição de época virou uma febre nas últimas produções lançadas, desde o lançamento de Hollywood, só que dessa vez é o mesmo responsável pelo sucesso de A casa das Flores! E deixando bem claro, que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO  VALE a pena ver o que estamos resenhando tá! Agora que você já está ciente, vem comigo na máquina do tempo e vamos para os anos 50 de uma sociedade europeia preconceituosa, orgulhosa e capaz de tudo para conseguir o que quer, mesmo que alguém morra!

Netflix

A direção de Manolo Caro que também assina o seu roteiro ao lado de Fernando Pérez Monika Revilla. Não se dando por satisfeito o Sr. Caro assume também a produção com Rafa Ley, María José Córdova e Carlos Taibo ao lado da Netflix e da Noc Noc Cinema, com direção de fotografia de Ángel Amorós e edição de Yibran Asuad e Miguel Musálem que conduziram o super elenco formado por Carlos Cuevas, Eduardo Casanova, Ernesto Alterio, Ester Expósito, Isaac Hernández, Abril Montilla, Alejandro Speitzer, Cecilia Suaréz, Anthony Sorrells, Carmen Maura, Christian Caner, Juan Carlos Vellido, e Pilar Castro. Rica produção, isso resume muito do que se vê em quase todas as cenas da mini-série que acontece toda em um clima anos 50, espetacular é que isso é resultado da técnica de filmagem com película antiga que nos remete aos tempos idos. O figurino impecável, os costumes de época como o clube de tiros Espanhol, os automóveis, enfim, tudo ficou lindo e bem feito. A trilha sonora, concordo que é melancólica, mas trouxeram um clima da época nas cenas que exigiram musicalidade, ou ao menos o que se vivia na Espanha e no México nos anos de repressão. Tenho que dar parabéns aos envolvidos no projeto, essa galerinha junta foi como goiabada e queijo, a combinação perfeita!

Netflix

Numa Espanha dos anos 50, onde o regime franquista e a repressão era sofrida pela povo, o jovem Gabino (Alejandro Speitzer) retorna do México para casa de seus pais, mas ele não vem só, traz consigo seu amigo bailarino mexicano Làzaro (Isaac Hernandéz). Ao chegar ele se depara com uma avó controladora Amparo Falcon (Carmem Maura) que convenceu seu filho e pai do rapaz, Gregório Falcon (Ernesto Alterio) a decidir o futuro do filho, trabalhar na empresa da família da sua já prometida noiva Cayetana Aldama (Ester Expósito), irmã do seu melhor amigo de infância Alonso Aldama (Carlos Cuevas) e ainda se casar o mais breve possível para unir as famílias. A sua mãe Mina (Cecília Suárez) percebe a aflição do moço ao ser pego de surpresa e começa a tentar ajudá-lo de todas as formas. Numa época cheia de segredos e mentiras, um passado cheio de detalhes omitidos de um período de opressão e injustiça, o jovem Gabino vai tentar de tudo para não ter que fazer o que seu coração não quer, nem que para isso ele chegue a conclusão de que Alguém tem que morrer!

Netflix

O trabalho de edição de imagens é fabuloso amores, você assiste uma produção que tem realmente todo um clima do passado, a obra possui uma riqueza de detalhes que expressa bem os costumes e modos da sociedade em que estão os personagens, o que proporcionou aos produtores material suficiente para arrasar no resultado final. Mostrar a tradição familiar em alta na época através dos Falcon exigiu bastante de todos e até o nosso querido diretor e criador Manolo, que está acostumado a fazer séries de comédia, confessou em algumas entrevistas que foi um desafio pra ele realizar o projeto de suspense e ainda afirmou que o que o salvou foi a excelente equipe de atores e produtores.  Os  destaques vão para a vovó Amaro, uma senhora super estranha e sinistra vivida por Carmem Maura e para a mãe dedicada e capaz de tudo para proteger o filho, Mina, que ganhou vida através do talento maravilhoso e delicado de Suárez.

Netflix

Não sei se classificaria como suspense de terror, acredito sim que é um suspense dramático daqueles de tirar o fôlego, a condução do enredo é progressiva e trabalha com os fatos que ficaram sem ser explicados no passado dos personagens e que aos poucos vão sendo revelados, o velho truque de dar o benefício da curiosidade para o público. No meio dos conflitos temos o personagem misterioso, o bailarino Lázaro, sensual, simpático e atraente, o moço provoca todos desde a hora que aparece, a mãe do seu amigo, a futura noiva dele Cayetana Almada e inclusive a revolta do seu irmão Alonso Almada, que até então nãos sabemos se tem ciúmes dele ou o deseja também pra si. Um fato legal foi que os produtores conseguiram mostrar o que acontecia com os chamados Maricas, termo usado para designar o homossexuais na época, isso foi essencial para que as pessoas se conscientizem sobre um assunto tão atual, tanto quanto a maneira como a discriminação racial era tão escancarada e desrespeitosa entre espanhóis e mexicanos.

Netflix

Um jogo de interesses familiares em uma sociedade machista e cheia de tabus dos anos 50 de uma Espanha oprimida foi o cenário perfeito para se levantar questões de injustiças sociais, mesmo porque depois de tanto tempo depois desse período, o assunto ainda é atual e está em pauta não só em Alguém tem que morrer, mas também em vários lançamentos das últimas semanas. Nossa Mama Netflix sempre arrasa trazendo o que há de melhor do mundo do entretenimento mundial, e agora com essa mistura de um diretor mexicano trabalhando com um elenco espanhol, a história fica melhor ainda, as parcerias que fazem sucesso nesse vasto cardápio geralmente tem mãos de vários lugares do mundo trabalhando juntas. Agora é com você, vai lá e confere, depois meu bem vem aqui, dá um olé e me conta o que achou tá! Simples assim! ADOROOOOO #CHOCOBJS #MARMOTANDO #OUTUBROROSA

Todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh temos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, apresentada por euzinho, @lisbragaoficial e @ricardocatizaneoficial dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME, falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada além de trazer convidados maravilhosos! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS #OUTUBROROSA #HALLOWEEN

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários