{Resenha} Cobra Kai 2ª temporada - Aqui tem coração! - Hospicio Nerd

E sem casaco!!

Após o sucesso da primeira temporada, que retrata a história de Daniel Larusso e Johnny Lawrence, 34 anos depois do filme Karatê Kid, a série volta firme para seu segundo ano. Ela mostra que ainda tem fôlego pra muita porrada, mas deixa claro que também tem algo a dizer.

A saga da redenção de Johnny Lawrence foi concluída no primeiro ano. O personagem está mais maduro, mais confiante e mais responsável. O perigo que o ronda agora não é mais interno, é bem físico no retorno de seu antigo mestre John Kreese. Agora, para o sensei do Cobra Kai, o desafio é manter seus alunos no caminho correto, apesar da influência de Kreese.

Enquanto isso, Daniel Larusso se esforça para erigir uma escola de karatê à altura dos ensinamentos do lendário Mestre Miyagi, e ainda competitiva o suficiente para desbancar seu antigo adversário.

Resultado de imagem para COBRA KAI SEASON 2

Tirando o elefante da sala, o maior problema da série é a falha corriqueira de muitas tramas: a situação que pode ser resolvida com uma conversa. Aqui, muitos plots, subplots e tretas são oriundos de mal-entendidos e poderiam ter sido evitados ou resolvidos com uma conversa de cinco minutos.

Superado este ponto, Cobra Kai mais uma vez arrasa no enredo, entregando uma história interessante, instigante, verossímil e autêntica. A vibe oitentista ainda se faz presente, mas a série cada vez menos se aproveita de elementos dos filmes para se sustentar. Eles estão ali, é verdade, mas não tomam mais espaço do que o necessário.

As atuações repetem o bom trabalho da temporada passada, óbvio, respeitando o fato do roteiro não exigir demais de nenhum deles, mas é incrível como muitos dos atores e personagens são carismáticos, principalmente os adolescentes. A identificação e o apego aos personagens nos fazem engolir facilmente algumas das “coincidências” e “conveniências” que acontecem.

Resultado de imagem para COBRA KAI SEASON 2

A trama se volta um pouco mais para Daniel Larusso e sua obsessão por derrotar mais uma vez a Cobra Kai, o que acaba trazendo problemas para sua família e trabalho, e novamente esbarra na sua relação antagônica com Johnny Lawrence. Na verdade, é um ponto negativo da segunda temporada, pois a mesma dança entre os dois que permeou todo o primeiro ano, não foi superada aqui, entregando um mais do mesmo. Enquanto isso, Kreese penetra cada vez mais na mente dos alunos de Johnny, que está sempre alheio em outras atividades, até perceber o erro cometido, tarde demais.

Mas o que mais encantou na primeira temporada e segue rigorosamente à risca na segunda, é a energia e a emoção da série. É impossível não escolher um lado e torcer por ele, e o roteiro acerta em não definir certo ou errado, mas mostrar versões e tons.

O episódio final é uma catarse adolescente, que vale a espera e as consequências são terríveis. Destaque para a cena do elevador entre Larusso e Lawrence, onde o silêncio é mais doloroso do que qualquer golpe que tivessem aplicado.

Resultado de imagem para COBRA KAI SEASON 2

Por mais que se torça o nariz para certos acontecimentos do gancho final, a série encerra bem o seu segundo ano, deixando muitas pontas soltas e vontade no expectador de continuar seguindo a história, aliás, de forma tão certeira que a série é a única do Youtube a ser renovada para a terceira temporada.

Cobra Kai continua tendo personalidade, energia, boas cenas de luta, além de bons arcos de desenvolvimento emocional dos personagens, e merece continuar atacando primeiro, atacando forte, sem misericórdia, mas com honra!

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários