{Resenha} Concrete Genie - Hospicio Nerd

Arte ganha vida em mais uma resenha.

Seguindo as últimas tendências de grandes estúdios de lançar projetos com menores orçamentos e conceitos mais ousados, temos o nascimento de Concrete Genie, um jogo desenvolvido pela Pixelopus, um dos estúdios da Sony, e lançado em 8 de outubro de 2019 para o PlayStation 4.

No jogo, você assume o papel de Ash, um adolescente que vive em uma cidade bem escura e poluída chamada Denska. Ash é um artista nato e possui um pequeno caderno de rabiscos, onde ele costumava criar os mais diversos personagens e cenários. Certo dia, alguns bullies da cidade tomam seu caderno, rasgam as páginas e o prendem em um trem que o leva para o farol da cidade. Ao chegar no farol, ele se depara com um evento surpreendente, seu último personagem criado, um gênio chamado Luna, ganhou vida e explica a Ash que a poluição da cidade resultará na ruína da própria, levando o garoto a sair em uma jornada para trazer cor de volta a cidade e a livrar da poluição e escuridão usando um pincel mágico que dá vida aos seus desenhos.

Concrete Genie — Review - Meio Bit

O jogo tem um visual cartunesco, inicialmente com cores bem escuras e de baixo contraste, mas quanto mais você pinta a cidade, mais colorido e vivo os cenários ficam, é um jogo onde sua imaginação dita o quão bonito os cenários podem acabar ficando, com uma coletânea de diversos materiais diferentes para criar cenários bem variados em seus grafites pela cidade.

No quesito jogabilidade, o jogo traz a mesa novos conceitos interessantes utilizando do sensor de movimento do controle do PS4, tendo que move-lo fisicamente para pintar seus graffitis. No início, o jogo é uma mistura de Puzzle com Stealth, onde você deve entender como resolver alguns quebra-cabeças usando gênios que você pode criar com seu pincel, cada tipo de gênio tem um efeito diferente que deve ser utilizado para passar por certos obstáculos, e por se tratarem de artes de grafite na parede, você deve levar em consideração que para chegar onde eles são necessários, uma rota compatível com as paredes deve ser formada para que eles possam atravessar. Tudo isso enquanto Ash é perseguido pelos bullies pela cidade, você deve evitá-los a todo custo.

https://images.pushsquare.com/screenshots/99935/large.jpg

Mais para a metade do jogo, ele cria uma reviravolta nos sistemas de jogo onde ele deixa de ser um puzzle para virar um jogo de ação onde você deve enfrentar alguns gênios malignos criados pela escuridão usando seu pincel mágico, com um sistema simples de pedra, papel ou tesoura utilizando as cores de tinta disponíveis e as cores dos gênios malignos.

Foi uma experiência refrescante, um conceito que eu ainda não tinha experimentado e eu gostei bastante, por se tratar de um jogo de baixo orçamento, infelizmente, acabou sendo um pouco curto, levando algo em torno de 5 a 6 horas para ser concluído. O sistema de pintura apesar de ser interessante e diverso, não te incentiva muito a criar, você pode pintar vários tipos de gênios diferentes com vários atributos, mas que no final, não fazem diferença alguma. O jogo é bom, porem poderia ter evoluído o conceito um pouco mais para ser melhor ainda.

PS4 Exclusive Concrete Genie Getting PSVR Mode

Como bônus o jogo ainda apresenta um modo em realidade virtual para ser jogado por quem possui o conjunto de PSVR. É um modo bem simples onde você pode optar por pintar em VR nas paredes de Denska ou entrar num cenário exclusivo 3D em que você entra na imaginação de Ash e pinta objetos em 3D usando os materiais que conseguiu durante o jogo, criando realmente um mundo com o grafite. É um bônus interessante para quem possui o conjunto VR, mas não recomendaria como um jogo VR standalone, essa experiência dura em torno de 20 minutos apenas e não agrega muito por si só.

Concrete Genie é uma experiência bem refrescante e relaxante, para os jogadores que querem dar uma variada e ver conceitos novos no PlayStation, indicaria bastante para apreciadores de jogos indie, não creio que seria do gosto dos jogadores mais atentos a títulos AAA, por ser um jogo bem curto, recomendaria também que fosse comprado em alguma promoção, pois pelo preço cobrado de 120 reais, pode parecer bem salgado e frustrante para boa parte dos compradores.

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários