{Resenha - Especial #PrideMonth} Orgulho e Esperança - Hospicio Nerd

Qualquer ajuda deveria ser bem aceita

No ano de 1984, durante o período de Margaret Tatcher no poder, os mineiros decidem entrar em greve. Um grupo de ativistas homossexuais começa a trabalhar para arrecadar dinheiro para a família desses trabalhadores. O problema é que a União Nacional dos Mineiros parece um pouco constrangida em receber essa ajuda. Mesmo assim, os ativistas não desanimam e se mostram dispostos a vencer preconceitos para poder ajudar essas pessoas.

Orgulho e Esperança : Foto Ben Schnetzer, Faye Marsay, George MacKay, Joseph Gilgun, Paddy Considine

Foto: Copyright Nicola Dove

Primeiro de tudo devemos levar em conta o período. Margaret Thatcher era conservadora, mesmo tendo um liberalismo econômico, estavam havendo cortes por conta dos sindicatos, o que acabou levando os mineiros a entrarem em greve.

E foi por conta dessa greve que os ativistas começa um trabalho para arrecadar dinheiro para esses mineiros em greve. Mesmo não querendo de início, mas a solidariedade ultrapassa o preconceito e faz com que juntos evoluam para um objetivo mútuo. A forma como o filme é contado me cativou bastante, personagens humanos, conseguindo passar tantos sentimentos. Gostei bastante.

Nesse momento em que estamos passando, esse filme deveria ser obrigatório à todos, em vista da mensagem que ele passa. Não digo só pela Pandemia, mas também a quantidade de preconceito enraizado dentro de nós e que precisamos mudar. Muitas vezes por palavras e frases que nem sempre queremos magoar, acabamos o fazendo. Para mim pessoalmente, as coisas seriam diferentes se houvesse mais EMPATIA no mundo. Se coloque no lugar do outro, pensa e reflita sobre o como você se sentiria com o que você vai fazer ou dizer. Se esse pequeno exercício fosse feito com mais frequência, acredito que muitas coisas seriam diferentes. A máxima que eu ouvia sempre da minha avó e da minha mãe: “Não faça com o outro o que não gostaria que fosse feito a você” é o que deveria nortear as decisões de muitas pessoas.

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários