{Resenha} Kadaver - Melhor pensar muito antes de aceitar um convite! - Hospicio Nerd

INHAIMMM TUXOS E TUXAS, TIRA A MÁSCARA E VEM PARA O TEATRO!

O desespero num mundo com uma atmosfera pós ataque nuclear chega na nossa Mammy com tudo no dia 22 de outubro e promete com mais um terror norueguês de primeira, está no cardápio Kadaver! O balcão de apostas no mês de outubro está repleto e muitas opções são estrangeiras de bom grado e louvor amores, a Noruega agora vem muito participativa desde Namorado de Natale Batalhas, até as séries Ragnarok e Coletivo Terror, sem delongas, eles estão na sua melhor fase, produzindo e com um gostinho de agrado para o público, porque basta lançar e todo mundo assiste e comenta né! E deixando bem claro, que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO  VALE a pena ver o que estamos resenhando tá! Agora que você já está ciente, vamos juntinhos desvendar um pouco dessa apresentação especial pós apocalíptica, você também conseguiu um convite?

Netflix

A direção e roteiro de Jarand Herdal  que teve a produção de Pavel Bercík, Espen Horn, Jenny Victoria Jærn, Jan Kallista, Tim King, Veronica Natvig, Jan Rehorka, Espen Sandberg, Kristian Strand Sinkerud, Harald Zwart e Veslemøy Ruud Zwart ao lado da Netflix, Motion Blur Films e Film Kolektiv, trilha sonora intensa de Jonathan Sigsworth, direção de fotografia de Jallo Faber e montagem de Jens Peder Hertzberg que guiaram o elenco formado por Gitte Witt, Thomas Gullestad, Thorbjørn Harr, Kingsford Siayor, Maria Grazia Di Meo, Jonatan Rodriguez, Trine Wiggen e Tuva Olivia Remman que culminou mais uma vez em um bom resultado. O ambiente frio, até parecendo uma coisa meio Tim Burton, se permitem comparar, destaca bem a diferença entre os que estão lá fora após a catástrofe e os que estão dentro do Hotel, que se destaca pelas cores do ambiente e da decoração, a energia ainda utilizada, um conforto preservado e principalmente comida, ficaram enquanto que fora dali, o mundo é cinza, uma escala monocromática com tons apagados remonta uma atmosfera tóxica. Esse pessoal arrasou só isso, o enredo ficou coerente com um possível futuro perante a falta de uma comunidade, do convívio social e de leis que os regem.

Netflix

Um desastre nuclear ou talvez tenha sido uma guerra nuclear, o que se sabe é que o povo isolado e sem recursos, passando fome e morrendo a cada dia forma o cenário em que encontramos a pequena família formada por Leonora (Gitte Witt), Jacob (Thomas Gullestad) e sua filha de 10 anos Alice (Tuva Olivia Remman) que já estão chegando ao seus limites para manter a própria sobrevivência. Ao saírem como todos os dias para encontrar comida eles se deparam com um enviado do hotel local que convida os sobreviventes para assistir a uma peça de teatro, com direito a uma refeição incluída para demonstrar solidariedade e prestar um ato de de caridade para ajudar os necessitados. Todos que se vêm sem escolha, inclusive os Witt decidem aceitar o convite e partem junto da multidão. Ao chegarem são recebidos pelo diretor e dono Mathias (Thorbjørn Harr),  que além de apresentar o hotel, é também o narrador que sobe ao palco e dá início a apresentação. Os participantes recebem máscaras como convidados e são orientados que quem está sem, são os atores, que de acordo com a sua interpretação serão seguidos por eles. O problema é que a pequena Alice desaparece e o casal vai ter que descobrir o que está acontecendo ali, será que tudo aquilo não estava sendo bom demais para ser verdade?

Netflix

A ideia de fazer de uma apresentação de teatro ser um disfarce para se tornar um acontecimento assustador e aterrorizante foi inteligente pela parte dos escritores e roteiristas de Kadaver, isso prova que o pessoal germânico tá com tudo em saber fazer uma boa trama. Tem vários pontos positivos, apesar de trabalharem com uma boa computação gráfica, o que nos chama a atenção é o cenário construído para o filme, o Hotel, cheio de requinte incluído dentro de uma cidade completamente tomada por destruição e morte que dá aquela sensação do castelo mal assombrado dos parques de diversão, como no filme dos anos 80, Pague para entrar, reze para sair, só que tem um requinte único. Parte desse clima clássico, acredito que venha das máscaras utilizadas pela público, own… pobre público, que tem que as usar para serem diferenciados dos atores. Algo bem sutil que de cara te faz pensar, peraí, então os atores são tão desconhecidos assim? Amo esses pontos que te fazem dar pause no filme para pensar para onde essa trama está te levando.

Netflix

Um dos temas levantados é a fome, parece que Herdal ao escrever estava imaginando o pior cenário em que a humanidade pode chegar, a ideia de um dono de hotel promovendo um show, que podemos dizer que é de horrores, acredito ter realizado o sonho de Jig Saw, Hanibal e até mesmo dos donos de O Albergue. Em tempos de sofrimento, uma mente perversa é capaz de fazer coisas fantásticas, até mesmo montar um teatro, servir comida e bebida que sabe-se lá poderia até estar batizada com algum alucinógeno, mas enfim, ele estava sabendo muito bem o que ia fazer, eu simplesmente aplaudo o personagem Mathias e o ator Thorbjørn Harr que o deu vida sobre a direção de Jarand, que dupla mostraram bem o que esse tipo de distúrbio causado pela fome provoca nas pessoas e o que uma mente psicopata é capaz de fazer para se aproveitar disso. Algo aterrorizante e com tempero bem  apimentado que vai deixar muita gente assustada, acredito que era isso o que eles queriam o tempo todo e pelo jeito o filme ficou na medida certa para ver no Halloweenl

Netflix

Amores, o resto fica mesmo com os cortes e ângulos de filmagens para te dar aquele sustinho básico com um certo gostinho de um filme de terror né gente! Kadaver tem três atmosferas modelo de filmes do seu gênero bem distintas que podem garantir seu sucesso, para começar uma base construída num ambiente de sofrimento pós catástrofe, um ponto atrativo com a possibilidade de uma vida com conforto, muita comida e sobrevivência garantida e a última um acontecimento aterrorizante, que para você saber o que é, basta comprar seu convite no carrinho de teatro mambembe, acessar a plataforma e correr para entrar nesse hotel misterioso, ou você achou que eu ia te contar o que acontece lâ? kkkk Deixei bem claro, sem spoiler bebê! Agora é com você, vai lá e confere, adentre a mansão teatral depois vem aqui e me conta o que achou tá! Simples assim! ADOROOOOO #CHOCOBJS #MARMOTANDO #OUTUBROROSA

Todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh temos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, apresentada por euzinho, @lisbragaoficial e @ricardocatizaneoficial dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME, falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada além de trazer convidados maravilhosos! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS #OUTUBROROSA #HALLOWEEN

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários