{Resenha} The Mandaloriam - Episódio 8 - Redenção! - Hospicio Nerd

Valeu!!

ATENÇÃO !!! SPOILERS DO EPISÓDIO 8 DE O MANDALORIANO ABAIXO!

A saga do Mandaloriano e seu pequeno amigo verde chegam ao final da primeira temporada. E que final!

O episódio anterior deixou Mando e seus amigos numa enrascada diante do terrível vilão Moff Gideon e a conclusão da encruzilhada não decepcionou.

Giancarlo Exposito no papel do Moff ex-imperial consegue impor todo o seu perigo e imponência, um vilão digno para nosso herói, que realmente se vê sem saída.

Resultado de imagem para the mandalorian season finale

A conclusão ainda tem um duplo efeito surpreendente, o expectador fica ansioso e temeroso pela reação do ex-andróide pistoleiro; IG-11. Será que ele retornará à sua função ancestral, que é matar o Baby Yoda? Ou a programação de Kuiil terá realmente funcionado, e o androide se tornaria um fiel defensor do bebê?

Temos esta resposta de forma catártica na reação do androide, mas não sem antes, uma bela piada com dois stormtroopers e o bebê. Momento tenso e divertido protagonizado pela dupla, que merecia sobreviver e dar mais graça aos soldados imperiais, que não passam de Body count para os protagonistas.

IG-11 aqui volta como a arma secreta dos protagonistas, encurralados, trazendo o bebê de volta para sua posse. A entrada forçada do androide pelo exército de imperiais é um pouco inverosímil, mas a história é interessante e os personagens, carismáticos, então, você deixa passar e se diverte.

Resultado de imagem para the mandalorian season finale

Neste episódio, finalmente vimos o rosto de Pedro Pascal pela primeira vez, com uma boa “desculpa”. Precisava? Talvez não, mas não prejudicou, e trouxe ainda mais humanidade ao personagem.

Mas infelizmente, nem só de momentos bons viveu este último episódio. A chacina dos Mandalorianos pareceu aleatória e improvável, parecendo estar ali apenas para dar o sentimento de “agora é pessoal” entre Mando e Moff Gideon para a próxima temporada.

Temos aqui um pequeno vislumbre do que pode se tratar a próxima temporada, uma busca pelo grupo de feiticeiros conhecidos como Jedi (nesta época, apenas Luke Skywalker) que poderão cuidar do bebê.

Resultado de imagem para the mandalorian season finale vs tie fighter

 

O clímax é recompensador, Mando finalmente usa a jetpack típico dos Mandalorianos, aqui sob o grandioso nome de Fênix Ascendente. E munido deste novo equipamento, se torna páreo para a Tie Fighter pilotada por Gideon.

Ao final, Mando segue em sua viagem pelas estrelas, acompanhado do bebê, deixando amigos e se livrando do que marcou esta temporada: sua cabeça a prêmio. Um final interessante, pois na ânsia de esticar a série o máximo possível, os roteiristas facilmente poderiam manter seu status de fugitivo, na garantia de criar histórias fáceis. Mas não, vemos cuidado, esmero e carinho aqui.

A saga como fugitivo da Guilda de caçadores de recompensas acabou, e agora, sua batalha será contra o ex-imperiais, o que certamente renderá batalhas frenéticas, cheias de fan services bem colocados, aliás o que permeou por toda a temporada.

 

Resultado de imagem para the mandalorian storyboard art

Lançada no mesmo ano do suposto apoteótico final da trilogia dos cinemas, a saga de Mando e Baby Yoda comoveu, cativou e entregou bem mais que o filme, mostrando de vez que Star Wars não precisa de roteiros complexos, reviravoltas mirabolantes e poderes desenfreados. Star Wars é sobre o universo maravilhoso, sobre personagens carismáticos, sobre as sutilezas da Força. A série é um conto épico, ao mesmo tempo humilde e pretensioso, que ao contrário do filme, termina com incontroversos aplausos, e com gostinho de “quero mais.”

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários