{Resenha} Oferenda à Tempestade! - Fechando com chave de ouro a trilogia Baztán! - Hospicio Nerd

INHAIMMM TUXOS E TUXAS QUE COMO EU AMAM UM TRILOGIA BABADEIRA!!!!

E a tão aclamada Trilogia Baztán chega ao fim, e como excelência ela estreou na nossa amada Mama Netflix, no último dia 24 de julho, o último filme da franquia que agora vai explicar toda a confusão armada em O Guardião invisível e O Legado nos ossos escritos por Dolores Redondo. A nossa experiência fantástica em assistir um filme que traz vários idiomas falados em cena e nos levando a um universo cheio de mistérios e investigações no continente europeu, fazendo uma espécie de viagem pela Espanha, França e Inglaterra, continua mantendo o padrão rico de imagens e uma qualidade de produção impecáveis. Não é à toa que chamo a atenção de todos e inclusive a minha para fazer uma resenha daquelas e lembrando que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO VALE a pena ver o que estamos resenhando táaaa! Agora vem comigo e vamos nos enveredar nesse fantástico mundo cheio de suspense e feito com a melhor qualidade e bom gosto!

Netflix

Temos que considerar que Fernando González Molina simplesmente arrasou na direção do terceiro filme conclusivo da trilogia espanhola baseado na obra de Dolores Redondo, que ao lado de Luiso Berdejo assinou o roteiro, e podemos dizer que ele se consagrou ao orientar o seu super elenco formado por Marta EturaLeonardo Sbaraglia, Marta Larralde, Paco Tous, Alfredo Villa, Alicia Sánchez, Álvaro Cervantes, Ana Wagener, Benn Northover, Elvira Mínguez, Imanol Arias, Carlos Librado (Nene), Pedro Casablanc e Susi Sánchez, muito bem escolhidos pela Direção de casting de Eva Leira e Yolanda Serrano. Não fica por aí a parte técnica, a produção assinada por Adrián Guerra, Mercedes Gamero, Núria Valls e Peter Nadermann, é sem sombra de dúvidas a melhor já vista até agora nas produções espanholas, a montagem é tão perfeita que os cortes apresentam uma sequência exata de tudo que deve ser mostrado para montar toda a lógica distribuída nos três filmes. Pontos positivos, com certeza tem muitos à favor do sucesso garantido, podemos começar falando dos tratos do figurino por Loles García Galeán que foi impecável e da trilha sonora envolvente de Fernando Velásquez que nos prendem até o final. Outro ponto a ser destacado é a ambientação cenográfica, desde a iluminação até os cenários e locações escolhidos a dedo para culminar nesse resultando brilhante com a direção de fotografia de Xavi Giménez. O filme traz a marca registrada de empresas como Escine Espânol, Netflix, LAMPPOST, Nostromo Pictures, Mantecadas Salazar AIE, Atresmedia Cine, Nadcon, 2DF arte, Orange e pasmem, teve o financiamento do Departamento de cultura do Governo da Espanha!

Netflix

Em meio a todas as confusões já causadas pela sua mãe em O legado nos ossos e pelos assassinatos estranhos em O guardião invisível, a nossa amada detetive e inspetora Amaia Salazar retorna com tudo já sendo requisitada para investigar o assassinato de uma bebezinha, onde no local do crime ela acaba detendo o pai da garotinha e mais uma vez se inicia uma jornada com um montão de dúvidas e mistérios. Junto de sua equipe e com o apoio do Juiz Javier Markina ela começa a ir fundo nas investigações para descobrir não só o motivo dos assassinatos de bebês do sexo feminino, mas quantas foram mortas ou foram dadas como desaparecidas. Assim que seu marido James viaja com seu filho para a Inglaterra, a moça se vê mais ainda enredada com tudo a sua volta, e além de começar a cair na sedução do juiz, vai cada vez mais destrinchando o passado e descobrindo mais e mais atitudes e decisões bem sinistras de todos os envolvidos nos crimes que se iniciaram no primeiro filme da trilogia. Agora tudo se resume no clã de Báztan e muitas coisas inexplicáveis e de teor místico estão envolvidas nesse drama escomunal por trás das mortes de crianças. Para saber como tudo isso termina é só se permitir e entrar nesse mundo pela visão de Amaia!

Netflix

Apesar de não ter recebido boas críticas no primeiro filme da trilogia, O guardião invisível que foi lançado em 2017, tudo ficou diferente para a visão dos críticos quando O legado nos ossos, que foi lançado em 2019, trazendo boas expectativas para a conclusão dessa produção. O cinema espanhol provou e está provando que tem capacidade de ultrapassar o sucesso norte-americano de fazer bons thrillers ao produzir com tamanha qualidade e empenho os três filmes baseados nos livros de Madame Redondo. Você consegue notar isso ao parar um pouco e maratonar os três filmes, e no fim você chega a conclusão de que realmente está tudo muito bem linkado e com certeza por detrás da edição de cenas existem feras nessa arte. Esse é um filme que enriquece muito nossa cultura, já que ele não somente trata da trama mas também traz um bom contexto mostrando com muita qualidade os ambientes maravilhosos e de certa a excelente qualidade de vida européia. Isso valorizou muito toda a obra original, e acreditem que a trilogia está rendendo bons lucros, tanto para a sétima arte quanto para a editora e a escritora.

Netflix

Amaia Salazar, um personagem intenso e muito bem construído através da idealização de Dolores é quem gira tudo durante todos os filmes, e nesse último, com certeza o público vai poder entender melhor o mundinho da inspetora e seus problemas íntimos e ligações não explicadas nos outros dois precedentes. Dentro desta perspectiva, notamos também uma participação menor do seu marido inglês James e do seu filho, que não são mais o centro de toda trama, dando mais espaço para que a até então, a esposa dedicada à família e ao trabalho, possa ter mais liberdade para viver os momentos intensos que fazem de Oferenda à tempestade um filme cheio de suspense, fatos reveladores e momentos bem intensos. O outro personagem que nos prende bastante a atenção é o Juiz Javier Markina, que com certeza se mostra bem presente na história dessa vez, podemos até dizer, sem falar muito, que ele e Salazar são os protagonistas desta nova e última etapa que vai deixar tudo muito explicadinho. O moço, por sinal lindíssimo, com a interpretação fantástica do ator Leonardo Sbaraglia, nos deixa o tempo todo com várias sensações diferentes a respeito do seu personagem, já que o tempo todo ele faz de tudo para ajudar a inspetora, mas mantendo todos os mistérios escondidos em torno da sua própria vida, garanto que isso vai chamar a atenção de todos vocês, como fez comigo!

Netflix

Para encerrar, temos que falar de peito aberto que o projeto é um sucesso sem sombra de dúvidas, a história é boa, o roteiro ficou excelente, a direção arrasou e o elenco de primeira fez com que a garantia de agradar muita gente seja o resultado lógico para tudo isso. Nada de fantasioso, mas claro mostrando uma realidade possível, como já havia falado na resenha do segundo filme da franquia que ficou impecável. Não sabemos ainda, mas pelo vida a trilogia Báztan tem tudo para marcar época levantando o nome do cinema espanhol em todo mundo e pode apostar que a nossa Mama Netflix, que comprou os direitos de todos os filmes para exibí-los em primeira mão em sua plataforma, acertou em cheio ao apostar nessa deliciosa saga de investigações que levantam a tese de assassinatos com o intuito de realizar rituais místicos, que pasmem, não é nada tão fictício de não acontecer nos dias de hoje. Bem agora é você correr lá e conferir de preferência os três filmes e voltar aqui para me contar tudo, é só para deixar bem claro, se eu escrevo muito, é porque o filme é bom! kkkkkk ADOROOOO #CHOCOBJS #FIQUEEMCASASEPUDER #MARMOTANDO

E agora todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh teremos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME e claro falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários