{Resenha} Oktoberfest, sangue e cerveja! - Cerveja, segredos, festa e sangue! - Hospicio Nerd

INHAIMMMMM TUXOS E TUXAS CERVEJEIROS DE MY LIFE, VAMOS REINVENTAR?

Gente, mais uma produção estrangeira, nossa Mammy está arrasando, e agora com uma série alemã, que já está mais que provado que os loirinhos sabem fazer muito bem, estreou no dia 01 de outubro em 6 capítulos a primeira temporada de Oktoberfest, sangue e cerveja! Em plenos tempos de pandemia que não haverá a festa nem na Alemanha ou em Blumenau, o super streaming traz uma série inspirada na história real do Crocodilo Georg (Georg Lang), o famoso empresário cervejeiro que ficou conhecido por ser O CARA que mudou o evento local alemão na cidade de Munique na virada do século XIX para o século XX para a maior festa mundial da cerveja. Sempre deixando bem claro, que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO  VALE a pena ver o que estamos resenhando táaaa! Agora que você já está ciente, me conta de qual família cervejeira você pertence e vamos juntos curtir essa festa de artimanhas e joguinhos perigosos para criar o maior festival de cerveja do mundo!

Netflix

A criação dos criativos Christian Limmer, Ronny Schalk e Alexis Wittgenstein com a direção espetacular de Hannu Salonen, teve o prazer de receber um roteiro a muitas mãos, sem causar incoerências ou cortes falhos e assinado por Alexis Wittgenstein, Christian Lex, Christian Limmer, Michael Proehl, Mercedes Muller, Marina Gedeck, Martin Feifel, Niko Schulz-Dornburg, Ronny Schalk e Stefan Betz, para nós são apenas nomes, mas em seu país é um time de primeira na área de roteirização, fora que é uma produção da nossa amada e idolatrada NETFLIX. Não fica por aí não, o que também arrasa é o elenco formado pelos brilhantes Misel Matcevic, Mercedes Müller, Martina Gedeck, Klaus Steinbacher, Brigitte HogmeierMaximilian BrücknerMarkus Krojer, Martin FeifelMicahel KranzSibylle CanonicaChristian LexVladimir Burlakov, que deram um show de interpretação e boa fluência entre eles, posso dizer que os personagens te seguram até o último episódio com muita força. E para finalizar além da trilha sonora fantástica, marca registrada germânica, a fotografia da série chega a ser invejável de tão perfeita, enfim tive a sensação de assistir mais uma obra de arte, desde Freud!

Netflix

A série baseada em uma história alemã real em 1900 na cidade de Munique, traz a chegada na cidade do viúvo ambicioso e cervejeiro Curt Prank ao lado da sua lindíssima filha Clara Prank que é bem a frente de seu tempo, com apenas uma intenção, construir a maior e única tenda cervejeira e transformar a Oktoberfest, até então apenas um evento de pequenas cabines de degustação para comemorar a fabricação de cerveja da cidade, em um Festival Nacional realizado em uma grande tenda extensa que suporta 6000 pessoas, atraindo convidados de todos os lugares e dessa forma conseguindo o domínio da festa e claro seus lucros fartos. Mas para fazer isso Curt tem que enfrentar a influência dos Hoflinger, que são os donos da marca Devil’s Brew e tem uma grande influência entre os mestres cervejeiros e o respeito pelos códigos de fabricação de cerveja. Entre traumas de infância e muitos contatos o Mr. Prank não tem limites para conseguir o que quer e dá início a um jogo de intrigas, difamações, armadilhas, assassinatos e sabotagens para conseguir o controle. A única coisa que ele não contava era que sua filha fosse se apaixonar e engravidar do filho de sua rival, Roman Hoflinger, dentre essa e outras histórias paralelas, a festa de outubro aborda uma montanha de assuntos de representatividade. Nessa confusão toda, o que importa é fabricar cerveja, nem que seja regada a sangue!

Netflix

Esse povo europeu está bombando com a utilização de vários recursos tecnológicos e equipamentos de mídia de última geração para fazer cenas fantásticas e impactantes, como é o caso da sobreposição das cenas aéreas feitas com drones com as das câmeras em cima da maquete da grande tenda projeto do protagonista. As imagens no final das contas ficaram excelentes, não é todos os dias que se transforma uma área bem extensa com toda uma estrutura de filmagem camuflada no próprio cenário em um set de gravação que também funcione como hotel para acomodar a equipe toda e também o elenco. Imagino que deve ter sido uma experiência maravilhosa entre todos os envolvidos, já que a gravação durou um bom tempo para resultar em 6 episódios. Estão de parabéns os cenógrafos que simplesmente reconstruíram uma Munique de 1900 com todos os seus detalhes e defeitos, assim como os figurinistas que com um cuidado especial garantiram uma riqueza de detalhes e originalidade indiscutível. Nesse clima épico é que vamos entrar num mundo onde tudo é possível para quem detém o poder nas mãos, mas para quem não tem muito, pode ser mortal.

Netflix

E para quem afirma tanta coisa, saiba que essas produções de época alemãs conseguem trazer bastante material para discussão, no caso da saga dos cervejeiros de Munique, a diversidade do personagem de Markus Krojer, o inocente e sentimental Ludwig Hoflinger foi usada para mostrar que em qualquer tempo não é o gênero, ou raça, ou cor, ou religião, mas sim as ações impensadas que acabam gerando julgamentos e constrangimentos suficientes para ser motivo de mais e mais escolhas erradas. Por outro lado também mostra a história sofrida da personagem de Brigitte Hogmeier, que logo no começo a conhecemos como a governanta Colina Kandl, a acompanhante da jovem Clara Prank, o desenrolar durante os episódios acaba transformando essa mulher, que a princípio é bem misteriosa, em um símbolo de força feminina numa época que a palavra era um mérito do homem. O trabalho de reconstrução de uma sociedade em plena virada do século é um marco para esse projeto, Christian Limmer, Ronny Schalk, Alexis Wittgenstein e Hannu Salonen arrasaram em todas as decisões para finalizar com chave de ouro e lançar ao público essa saga tão envolvente.

Netflix

Oktoberfest, Sangue e Cerveja chegou no catálogo de nossa Mammy como temporada, e somente rcebeu a definição de minisérie em sua página do IMDB, o que nos deixa na dúvida se realmente terá uma segunda temporada, mas se bem que isso não prejudica em nada para que se transforme em serie, isso já aconteceu antes. O fato é que se tivermos continuação só deve rolar depois do segundo semestre de 2021 ou mesmo somente em 2022, não é verdade? Enquanto tudo isso não acontece, vamos nos concentrar no que temos e se jogar numa maratona deliciosa, agora pega sua caneca para brindar e assiste, mas não esquece de depois vir aqui e me contar o que achou tá! Simples assim! ADOROOOOO #CHOCOBJS #MARMOTANDO #OUTUBROROSA

Todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh temos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, apresentada por euzinho, @lisbragaoficial e @ricardocatizaneoficial dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME, falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada além de trazer convidados maravilhosos! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS

Deixe seu Comentário

  1. AnônimoResponder

    Adorei a série. Muito bem feita. De um realismo total.