{Resenha} Paranormal! - O suspense egípcio, com múmia, espíritos e muito susto! - Hospicio Nerd

INHAIMMMM TUXOS E TUXAS QUE TAL UM SUSPENSE COM ESPÍRITOS E MÚMIAS?!

Chegou no dia 05 de novembro a produção egípcia de suspense Paranormal, nada de muito sangue escorrendo para lá e para cá, o foco são espíritos daqueles bem complexos e claro múmias, o Egito entrou para a turminha que vai dar bons sustos no público do streaming. Dessa vez foi a cultura egípcia que veio com tudo para nossa telinha, Paranormal tem tudo para fazer sucesso, já que muitos dos fãs do suspense baseado em livros e ainda com o cenário de época tem se mostrado bem presentes na plataforma. Nada daquele monte de maquiagens assustadoras e cheias de sangue, agora é a vez dos espíritos e os sustos moldados em um ambiente da sociedade egípcia que irão mostrar um outro modo de vida, com costumes diferentes, apenas com algo comum, as reações e sentimentos humanos que continuam os mesmos em qualquer lugar do planeta. E deixando bem claro, que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO VALE a pena ver o que estamos resenhando tá! Agora que você já está ciente, é melhor parar de ignorar os sinais e começar a observar tudo, antes que seja tarde demais!

Netflix

A direção de duas mãos de Amr Salama e Majid Al Ansari ficou impecável, o roteiro inspirado nos livros de Aḩmad Khālid Tawfīq, que também assinou o roteiro com Dina Maher, Mahmoud Ezzat e Omar Khaled, direção de fotografia de Ahmed Beshary, edição de Ahmed Youssri e teve a produção de Amr Salama e Mohamed Hefzy ao lado da Film Clinic e Netflix que guiaram o elenco muito bem escolhido formado por Ahmed Amin, Ahmed Dash, Razane Jammal, Ayah Samaha, Samaa Ibrahim, Roshdy El Shamy e Reem Abd El Kader que souberam muito bem como fazer de suas atuações um chamativo para prender o público, principalmente Amin que brilhou no papel do protagonista. Tenho que tirar o chapéu para essa galera, sabemos que a região do Egito não tem muitos recursos de imagem, é rico em desertos, no mais tudo muito seco, mas os envolvidos arrasaram em mostrar o Cairo quase nos anos 80 com uma caracterização perfeita, desde as locações até os objetos de cena. Outro ponto positivo da série é a direção de fotografia que soube exatamente com a equipe de edição o que fazer para gerar cenas com imagens fantásticas.

Netflix

Na cidade do Cairo, as margens do Nilo no Egito em 1979 o professor Refaat Ismail que justifica todas as suas incredulidades na famosa lei de Murphy, recebe a visita surpresa de Maggie, sua antiga paixão platônica. Além de se considerar um azarado de primeira, ele ignora quaisquer sinais que existe um mundo paranormal ao seu redor e acredita que para todas as ilusões dos nossos olhos há uma explicação científica. Noivo da encantadora professora de crianças Huwaida Abdel Moniem, ele é dedicado a família e mantém todas as tradições com respeito. Depois de uma acontecimento estranho e traumático vivenciado pelo seu sobrinho que acaba vendo o fantasma da menina que também o assombrava quando era criança, Refaat é chamado para fazer uma autópsia em uma múmia do Faraó negro, mas ele se depara com uma série de acontecimentos inexplicáveis e parte ao lado de sua amiga de infância para descobrir a cura para sua noiva que foi infectada pela maldição do faraó e ainda com certeza pode acabar descobrindo que existem mistérios por trás das histórias da sua infância e também do passado da sua família.

Netflix

Claro que teria uma múmia né gente, se não nem seria algo egípcio, mas o melhor é que não ficou tudo voltado em cima da história desse famoso vilão em filmes de terror, os roteiristas foram espertos e envolveram mais histórias diferentes para apimentar e prender a atenção do telespectador. Acredito que a intenção, além de tirar o estereótipo de que todo filme de língua árabe se trata de uma maldição de pirâmide, que por sinal em hora alguma aparece nos episódios, foi também mostrar que existem lendas urbanas e histórias fantasmagóricas como em todo lugar. Eles acertaram dessa vez, porque o que nos envolve em 6 episódios de 45 a 60 minutos é a curiosidade para interligar tudo que está acontecendo com as leis citadas a partir da quarta lei de Murphy pelo personagem do professor que começa a citar leis que ele deu o título de Leis de Refaat Ismail. Essa foi a ideia brilhante para esse projeto, porque chega uma hora que nos encontramos ouvindo a vigésima segunda lei do protagonista para tentar resolver ou explicar tudo o que acontece ao redor dele.

Netflix

Demora para pegar no tranco, mas a cada episódio algo se explica e ao mesmo tempo vamos nos acostumando com o mundo em que vive Refaat e sua família na cidade do Cairo. O que nos seduz são as várias citações narradas em primeira pessoa pelo protagonista, que baseando-se nas leis de Murphy acaba criando suas próprias leis enumeradas durante os episódios à medida que ele vai justificando o que está acontecendo ao seu redor e ignorando os fenômenos como sendo paranormais. Nos últimos episódios que o bicho pega de vez é que vemos o trabalho bem feito do pessoal dos efeitos especiais, essa galera arrasou tanto na configuração das cenas quanto nos cortes de edição que ficaram perfeitos, nada que estivesse envolvido na primeira temporada fica sem explicação, a não ser a dúvida no ar que esperamos ser o motivo da próxima temporada, mesmo sabendo que a nossa Mammy querida ainda não anunciou se haverá continuação para a saga do Professor Ismail e suas aventuras para resolver e explicar a paranormalidade.

Netflix

O plano da Netflix pelo visto, depois de fazer o mesmo com a Alemanha, México, Espanha, Rússia, Polônia e outros países, com certeza é mostrar as produções que são feitas nesses países, que não só rendem boas histórias, mas também revelam grandes talentos ainda desconhecidos mundialmente. Paranormal tem a receita para esse sucesso, é a primeira produção independente do Egito que entra para o cardápio da plataforma e com certeza vai deixar muita gente arrepiada de susto, mesmo com todos os pontos de humor que aparecem ao lado da trama de suspense que envolvem uma família, um fantasma de uma garotinha e uma múmia de um Faraó. Meu amor, observe bem o que há nas sombras e concentre-se, veja tudo e depois vem aqui e me contar o que achou tá! Simples assim! ADOROOOOO #CHOCOBJS #MARMOTANDO #NOVEMBROAZUL

Todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh temos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, apresentada por euzinho, @lisbragaoficial e @ricardocatizaneoficial dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME, falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada além de trazer convidados maravilhosos! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS #NOVEMBROAZUL

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários