{Resenha} Silêncio na Floresta! Acampamento com morte! - Hospicio Nerd

INHAIMMMMMMMMM TUXOS E TUXAS “IN THE WOODS”, UI QUE MEDO!

Nada melhor do que agora irmos acampar sem sair de casa através da bondade de nossa Mama Netflix e seus sucessos estrangeiros cheios de mistérios, mas dessa vez é na floresta! A versão polonesa do romance ágil e instigante do norte-americano de Harlan Coben, The Woods, ganhou vida pelo trabalho incrível da dupla de diretores Lezzek Dawid e Bartosz Konopka e o roteiro assinado a quatro mãos por Ágata Malesinska, Emílio Mauro, Michael Yebba e Wojtek Miłoszewski, que conseguiram construir uma atmosfera de suspense entremeando o passado e o presente de um misterioso crime na floresta. Sua estreia foi no dia 13 de junho no streaming com apenas 6 episódios bem intensos de aproximadamente 50 minutos cada. O resultado é bem envolvente e cheio de detalhes a serem resolvidos, o que prende com certeza a atenção do público e praticamente faz com que você assista a primeira temporada em apenas uma sentada. Agora preste bastante atenção e vem comigo, vamos adentrar a floresta e descobrir tudo que ela esconde entre as árvores!

Netflix / Divulgação

O elenco é bem formado e com certeza foi muito bem escolhido, formado por Grzegorz Damiecki, Hubert Milkowski, Agnieszka Grochowska, Wiktoria Filus, Martyna Byczkowsa, Adam Wietrzynski, Kinga Jasik, Jakub Gola, Krzysztof Zarzecki, Magdalena Czerwinska, Przemyslaw Bluszcz, Adam Ferency, Roman Gancarczyk, Piotr Glowacki, Arkadiusz Jakubik, Dorota Kolak, Antonina Litwiniak, Jacek Koman, Maciej Marczewski, Cezary Pazura, Ewa Skibinska e Katarzyna Maria Zielinska, apesar de bem extenso demonstra com clareza que rolou muita química entre eles. O núcleo jovem se mostrou bem mais a vontade para desenvolver o enredo sob a direção da dupla Dawid e Konopka que mostraram um trabalho muito bem feito com os atores. Destacar a excelente atuação de Grzegorz e Agnieszka que interpretam Pawel e Laura mais velhos é um ponto positivo para a série, os dois praticamente levam a história principalmente nos momentos de flash back que eles vivem nos episódios. Os atores tem um tom frio, assim como os poloneses, mas de certa forma você acaba se envolvendo com o drama de cada um deles pela maneira como demonstram e dão vida aos dramas individuais. Bem destacado também o trabalho dos atores que fizeram os jovens na década de 90, foram tão precisos nas atuações que pessoas como eu que viveram aquela época acabam se identificando com o clima retrô que marcou o período. Todos trabalharam tão bem que eu confesso que por um momento eu estava revendo os tempos da minha juventude e dos acampamentos que faziam tanto sucesso!

Netflix / Divulgação

A trama gira em torno da visão de Pawel Kopinski (Grzegorz Damiecki), um promotor de justiça responsável por um caso importante para sua carreira e que de repente é atraído para um caso de assassinato, que pelo visto tem a ver com seu passado. O mesmo passado, mais precisamente 25 anos antes, onde em um acampamento de verão para jovens em meados de agosto de 1994. o jovem Pawel (Hubert Milkowski) é um dos responsáveis pelo acampamento ao lado do estranho Wojtek Malczak (Krzysztof Zarzecki). Como de costume na época, quatro jovens decidem se aventurar na floresta durante a noite e no outro dia desaparecem a irmã de Pawel, Kamila Kopinski (Martyna Byczkowsa) e o jovem Artur Perkowski (Adam Wietrzynski) e para completar o bafão todo dois corpos são encontrados, o de Monika Sowik (Kinga Jasik) e Daniel Kotler (Jakub Gola). O caso ficou sem solução desde aquela época, formando uma teia de mentiras difícil de ser desfeita, mas a história vem à tona quando um corpo encontrado é identificado pelo promotor como sendo o de Artur e isso faz com que ele crie a esperança de poder reencontrar a sua irmã desaparecida. Para isso acontecer as investigações se aprofundam nos segredos das famílias envolvidas e em todo o passado trágico que na verdade o protagonista nunca conseguiu superar. Como já era apaixonado pela jovem Laura Goldsztajn (Wiktoria Filus), na tentativa de solucionar o mistério de uma vez por todas ele acaba se reaproximando de Laura (Agnieszka Grochowska) agora mais velha e casada. A cada momento as verdades vão se tornando mais transparentes, assim como o silêncio na floresta é capaz de revelar sons esclarecedores!

Netflix / Divulgação

A produção ficou pra lá de boa, os amadinhos Lisa Barrett McGuire, Stephen Christy, Richard Barton Lewis, Jeffrey Fierson, Emilio Mauro, Andrzej Muszynski, Michael Yebba, Brad Peyton e Ross Richie praticamente deram um show. Uma técnica de filmagem muito bem feita com tomadas aéreas utilizando câmeras drones chamam a atenção junto de uma direção de fotografia tão boa que chega a ser poética, mas claro isso é devido ao cuidado e carinho aplicados na edição que apresentam como diferencial alguns cortes abruptos de cena. A trilha sonora é rica, isso mesmo meu bem, além de vários sucessos da época jovem de ouro dos anos 90, tanto mundialmente quanto na região da Polônia, traz também músicas que estão nas paradas do país para representar o momento presente do enredo. Super ponto positivo também vai para o figurino, o que representa o momento atual dos personagens muito elegante e bem proporcional a uma idade mais madura e o que mostra os jovens no acampamento 25 anos antes foi muito bem estudado com roupas e acessórios que eram moda na época. Locações magníficas fazem o complemento perfeito para as imagens mostradas, tanto na floresta quanto nas cenas urbanas mostradas nos tribunais e escritórios do promotor Pawel. Para completar, tenho que falar dos objetos de cena, como os walkmans e os fones gigantescos que aparecem sendo usados pelos jovens irmãos, assim como também os famosos portáteis que todos usavam para fazer festas ao ar livre. Me curvei perante a riqueza de detalhes e dedicação dessa equipe que soube muito bem o que fazer e como fazer na hora certa.

Netflix / Divulgação

Silêncio na floresta não tem um enredo inovador, pelo contrário, a temática já foi abordada muitas vezes em vários thrillers cinematográficos, mas tem algo de diferente, não está enquadrado no costumeiro suspense norte-americano, apesar de ter sido escrito por um, o ambiente, a cultura e o clima é todo polonês, e garanto a vocês que isso modifica bastante a nossa impressão. E no mais, sem dar spoiler e sim apenas acentuando, essa é um série que você vai assistir dentro daqueles formatos diferenciados onde a trama não se prende a necessidade de ter uma continuação, na minha opinião, não tem nada melhor do que você maratonar e depois ficar satisfeito com um final feito na medida para aquela temporada. Então, está esperando o que? Corre lá na nossa Mama e confere logo tudo, mas não esquece… Depois vem aqui e me conta o que você achou táaaa! ADOROOOO #CHOCOBJS #FIQUEEMCASASEPUDER

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários