{Resenha} Sleight: O truque perfeito! - Mágica, magnetismo e submundo! - Hospicio Nerd

INHAIMMMMMMM TUXOS E TUXAS QUE CURTEM MÁGICA E UM BOM DRAMA!

Adoro demais a minha amada Mammy Netflix e seu delicioso cardápio de filmes com histórias e temáticas bem diferentes que nos fazem ganhar nosso tempo nessa pandemia, é o caso da produção de 2016, o filme Sleight: O truque perfeito, que entrou no dia 02 de agosto para o streaming mais famoso dos últimos tempos. Mais do que uma história de uma família norte-americana que sofre todos os tipos de contratempos e más escolhas, o enredo é rico de assuntos à serem discutidos quando se passa a viver o drama do jovem que é obrigado, sozinho, à ser o provedor de sua casa. A experiência para minha pessoinha foi super válida e espero que seja para todos vocês também. Sempre deixando bem claro, que nós do HN não damos spoiler e sempre seremos imparciais para sua opinião, porque aqui meu bem é você quem decide se VALE ou NÃO VALE a pena ver o que estamos resenhando táaaa! Agora que você já está ciente, que tal com um passe de mágica descobrir o quem acontece na vida de Bo???

Netflix

Dirigido por Justin Dillard, que também assina o roteiro ao lado de Alex Theurer e que foi distribuído inicialmente por SONY Pictures, Blumhouse Productions e FilmDistrict, o filme com uma hora e 29 minutos que mostra a sociedade norte-americana dentro do universo das dificuldades sociais e que foi lançado no Brasil em 28 de abril de 2017, contou com uma produção modesta, já que até mesmo para os efeitos especiais não houve custos altos, isso justifica o trabalho perfeito de Eric B. Fleischman associado a WWE Studios, BH Tilt, Diablo Entertainment. Outro ponto positivo é o elenco formado pelos nossos lindinhos Jacob Latimore, Dulé Hill, Seychelle Gabriel, Storm Reid, Sasheer Zamata, Cameron Esposito, Michael Villar, Brandon Johnson, Donzaleigh Abernathy e Jay Walker que foram fantásticos ao dar vida a cada um dos personagens polêmicos do filme. Ainda falando sobre o bom resultado que se obtém quando se tem uma ótima equipe de produção, você se depara com uma montagem de cortes e takes de forma impecável, uma trilha sonora bem escolhida e principalmente utilizada nos momentos certos, além do toque realista que as imagens com uma coloração correta e uma técnica de filmagem coerente com o que é proposto no roteiro.

Netflix

A vida de Bo, um adolescente norte-americano típico, estudioso, que perde o pai e a mãe e passa a enfrentar dificuldades financeiras, tendo que sustentar a si mesmo e uma irmã mais nova, vai de um extremo ao outro para que ele consiga cumprir essa responsabilidade. Obrigado a cuidar sozinho de tudo, ele começa a fazer pequenos truques de mágica pelas ruas que de certa forma garante um sustento diário para a casa e onde também conhece sua candidata a namorada Holly, e durante a noite ele vende drogas, sem ser usuário de nenhuma delas, na intenção de garantir a educação e a saúde de sua irmã. Mas à medida que o jovem ganha a confiança e o respeito do traficante Angelo e seus comparsas, a coisa muda e ele passa a desempenhar tarefas cada vez mais perigosas, desde surras a sequestros envolvendo todo o submundo das drogas. O ápice é nesse momento em que o garoto começa a pensar em uma maneira de fugir da vida do crime e acaba metendo os pés pelas mãos, e tem que conservar seu novo relacionamento, tentar resgatar sua irmã sequestrada pelos traficantes e ainda elaborar um dispositivo que permite tornar algumas de suas mágicas reais para usá-las na hora certa em um ato heroíco. A mágica, o magnetismo e o drama estão de mãos dadas nessa história empolgante na cidade de Los Angeles.

Netflix

Esta aí um daqueles filmes que faz um a imagem de um herói sem a necessidade do protagonista estar ligado a fatos fantasiosos, ou super poderes inexplicáveis e sim tudo é trabalhado em cima do que o rapaz já possui e com uma pequena ajuda da física e da eletrônica ele consegue se mostrar poderoso de alguma forma, é claro, que par você entender o que eu disse vai ter que assistir o filme, não é verdade? O bom de o truque perfeito é que tudo que Bo faz em sua história tem também um teor mágico que deixa aquela dúvida, será que é só um truque, e é esta dúvida que passa a ser utilizada pelo próprio personagem na intenção de garantir sua própria segurança. Mas que todos concordaremos que nas cenas de Sleight (truque em inglês), são de primeira qualidade, isso é inegável, todas as partes que o rapaz aparece trabalhando nas ruas com suas mágicas que foram muito bem pensadas e de certa forma sem furos para que o espectador fique realmente na dúvida de como é executado ou mesmo se é realmente apenas um truque.

Netflix

Vamos para o que pega mais profundo em nosso pensamento, as temáticas discutidas nesse filme são daquelas de arrepiar os cabelinhos do braço viu. Para começar vamos falar que já tem o lance do racismo incutido em quase todas as produções atuais, o filme aborda também o conceito do que uma ser humano é capaz de fazer para manter sua família e sua sobrevivência, outro assunto abordado de forma indireta é a violência doméstica e o abandono indireto de menores, principalmente quando se tornam orfãos precoces o que é muito frequente nos dias de hoje em vários países do mundo, até mesmo nos considerados primeiro mundo. A produção também aborda que se deve pensar muito antes de se envolver no submundo do tráfico de drogas, mesmo sendo imparcial, o personagem principal acaba se vendo envolvido contra a sua vontade em situações comprometedoras que acontecem nesse cenário de disputa entre criminosos. A coisa é bem realista, nada de passar a mão na cabeça do rapazinho, tanto que tem cenas bem possíveis de ser reais dentro do contexto da vida por falta que o obriga a cometer atos por falta de opções melhores.

Netflix

Tuxos e tuxas eu confesso que fui além dessa vez, assisti o filme duas vezes para entender tudo direitinho e poder escrever para vocês! Sleight prendeu minha atenção e me fez rever para entender e descobrir se algum tema abordado tinha ficado para trás. Após a segunda vez revivendo a experiência, notei o zelo dos envolvidos no projeto que souberam usar tudo no tempo certo, desde um objeto de cena até a simplicidade das locações usadas nas filmagens. A vida em L.A. mostrada como ela é, sem expectativas mágicas e falsas, nada disso amadinhos, pelo contrário, a dificuldade para garantir uma vida digna, os estudos dos menores da casa, o sustento de cada dia e as faltas de opções estão mais do que explícitas, e isso eu garanto que conquista o público de forma avassaladora. Portanto meu amor, corre logo na plataforma e confere mais uma delícia que nossa Mammy sempre procura trazer para nossas vidas! ADOROOOOOOOO #CHOCOBJS #FIQUEEMCASASEPUDER #MARMOTANDO

E agora todo domingo as 14:00 horas no IG TV do @marmotinhabh teremos as LIVES MARMOTANDO com Hospício Nerd, dando dicas das plataformas NETFLIX, AMAZON PRIME e claro falando de Masterchef Brasil 7ª Temporada! Vem com a gente e se jogaaaaaa! #CHOCOBJS

 

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários