{Resenha} TENET – Nolan, nolando (Inteligência demais cansa) - Hospicio Nerd

Uia!

Finalmente, em meio à pandemia em com semanas de atraso, Tenet, novo filme de Christopher Nolan estreou nos cinemas brasileiros.

O filme era muito esperado pois, traz um conceito ousado, de um diretor ousado, conhecido por sua fixação pelo elemento “tempo” em suas histórias.

What Is Tenet About? Investigating Christopher Nolan's New Movie | Collider

(Fonte: Collider)

O longa trata-se de uma estória de espionagem, remetendo muito aos clássicos filmes de 007, mas eivado de ficção científica, e aqui, o conceito científico do filme é complicado; coisas e pessoas voltando no tempo, sem necessariamente, viajar no tempo. É tão complexo que em dado momento no próprio filme um personagem diz para o protagonista não ficar tentando entender. É na verdade, um recado para a plateia: “aceita que dói menos”. Mas isso não é novo nos trabalhos do diretor, não entender completamente a história e ter de ver mais de uma vez para vislumbrar o todo é característica reincidente em seus filmes, vide Amnésia (2000), A Origem (2010) e Interestellar (2014), o diretor na verdade parece gostar disso.

Nolan é um excelente diretor, ouso dizer um dos melhores de sua geração, mas aqui parecemos estar diante de um de seus mais medianos trabalhos.

O roteiro é confuso (propositalmente) e a trama oscila entre o brilhante e o trivial. O conceito científico é fantástico, mas é cercado de tramas paralelas desinteressantes. Apesar dos bons trabalhos de atuação os personagens não são cativantes, pelo contrário, são rasos como uma poça d’agua, talvez exceto por Neil, vivido por Robert Pattinson. A trilha sonora, que costuma ser um dos pontos altos, aqui está presente demais, rouba a atenção e, em diversos momentos incomoda.

Tenet Trailer Breakdown: If I Could Turn Back Time – /Film

(Fonte: Film)

As melhores sequências são mesmo as de ação, quando um avião destrói um hangar ou a perseguição de carros com tempo invertido.

Tudo isso leva o expectador em dado momento, a perceber que está apenas acompanhando o que está acontecendo, pois já desistiu de entender a história, o que tira o poder da narrativa e quando as reviravoltas e o clímax acontecem, são de pouco impacto, pois o público está apático.

Para os fãs mais ávidos, o trabalho da trama aqui é em muitas partes previsível. Quem conhece os filmes do diretor já sabe seus truques, o que ele quer mostrar e o que ele está tentando esconder. É Nolan nolando. suas melhores características estão ali, e seus piores defeitos também, o que faz o filme ser mediano, apesar da premissa impressionante. Aqui o diretor está longe de se superar.

Christopher Nolan Had to Be Patient with Tenet Cast's Plot Questions | IndieWire

(Fonte: Indiewire)

Tenet é um excelente filme de ação, mas que peca ao se achar inteligente demais. Muita inteligência cansa e as vezes, desinteressa. Está longe de ser um filme ruim, mas está muito aquém de outros trabalhos do diretor, o que é uma pena, dada a expectativa.

O filme vale a pena ser visto, mas rever será necessário para entender totalmente, e isso eu não sei se muita gente vai querer.

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários