"Bem vindo" Agente Americano - O 4° episódio de Falcão e o Soldado Invernal é de impactar! - Hospicio Nerd

O 4° – e antepenúltimo episódio de Falcão e o Soldado Invernal foi mais um daqueles que tirar o fôlego

O episódio já começa emocionante com um flashback de Wakanda quando a Áyo faz o último teste provando que Bucky estava livre do controle mental da Hydra. Atuação de Sebastian Stan naquela cena foi memorável!

Falcão e o Soldado Invernal” quer usar a fórmula Marvel para falar sobre os problemas do mundo | Super

Sam nesse episódio definitivamente mostrou que ele É o Capitão América. Um homem centrado, que visa sempre ver o lado de todos, e ajudar quem quer que seja. E se não fosse o John Walker eu tenho certeza que ele teria conseguindo convencer a Karli.

Bucky, apesar de quase sempre fechado, demonstrou confiança em Sam mesmo que descorde dele. Depois das Doras Milajes terem dado 8 horas para elas irem atrás do Zemo, durante a briga, vemos que o braço do Bucky pode ser removido, e que elas estão muito decepcionadas com ele. Isso certamente reverberá no futuro.

E mais uma vez Zemo prova o porque é um dos melhores vilões da Marvel. Novamente só com o poder das palavras é o responsável por encontrar o local aonde os apátridas estavam, e como seu ódio por todos os super heróis o fez agir para destruir todos os soros de super soldado que Karli ainda tinha. Durante a briga Zemo foge, mas pelo trailers sabemos que Bucky irá encontrar ele na frente do memorial para os mortos durante os eventos de Socóvia.

Falcão e o Soldado Invernal | 1×04 – O Mundo Está Vendo: O poder e a mancha em um legado de honra | Arroba Nerd

Restando apenas um, que convenientemente, John Walker achou. Ele que vem demonstrando desde do episódio passado que está cansado de não ser respeitado e de sempre perder nas batalhas, depois de uma conversa com Lemar, seu melhor amigo que até agora vinha sendo a sua voz na consciência dele – e sua única função na série, já que o cara só apanhava – , John usa o soro, mas não foi o suficiente para ajudar seu amigo que é morto pela Karli e em um ataque de fúria, ele mata o primeiro apátrida que ele vê, em uma cena que eu fiquei uns dois minutos olhando para tela atônita.

Karli realmente acha que os fins justificam os meios, para que ela possa vencer a sua batalha. Porém eu acho o plano dela falho e às vezes até um pensamento bem utópico. Ela realmente acha que TODOS os governos vão abrir as fronteiras e ela e seu grupo vão viver livremente, sem nenhuma consequência de seus atos? Além de eu precisar comentar o fato dela ter ASSISTIDO o John Walker matar o amigo dela, por um crime que ela cometeu, e não ter feito nada! Ela nem tentou ajudar o cara, que há algumas cenas atrás estava conversando com ela.

Se a Sharon não for o Mercador do Poder, ela é só um artifício do roteiro para ajudar na história, a mulher simplesmente tem acesso as satélites espalhados pelo mundo!

Esse episódio foi de cair o queixo no final, e não sei se é o fim de John Walker como Capitão América, tenho certeza que há pessoas no mundo que concorde com a frase, bandido bom, é bandido morto, e infelizmente vi muitas dessas pessoas comemorando no twitter. É lamentável.

Para não perder nada, não esquece de seguir o twitter do Hospício Nerd, e o meu instagram, que estou postando vários conteúdos sobre a Marvel.

Karolina Lima – Coordenadora do Twitter e Resenhista Marvel

Instagram: @karollima_wtml – Twitter: @canal_wtml

Special Things S2 – Placas Decorativas Personalizadas de Tudo do Universo Nerd e Geek

Instagram: @specialthingss2

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários