Cowboy Bebop – O Retorno do Clássico || Resenha - Hospicio Nerd

Especial de Carne com Pimentão

MEU POVO E MINHA POVA!

Um pouco sobre Cowboy Bebop

O anime, Cowboy Bebop, foi exibido originalmente no Japão entre 1998 e 1999, tendo 26 episódios, tendo como criador o estúdio Sunrise Inc., dirigido por Shinichiro Watanabe, foi considerado um clássico entre os animes da época, tanto que atualmente será lançada pela Netflix uma serie em live-action do Cowboy Bebop.

Na maioria dos animes ocorre que os mesmos são baseados em algum mangá, já no caso de Cowboy Bebop ocorreu o contrário, pois primeiro surgiu o anime e depois o mangá com base no anime, sendo que somente um veio para o Brasil, pois em 2004, a JBC trouxe os seis volumes do mangá Cowboy Bebop: A New Story para o nosso país.

Sinopse e enredo

Cowboy Bebop é ambientado em um futuro distante sendo o ano de 2071, onde o Sistema Solar é afetado por um acidente que tornou a Terra quase que inabitável. Fazendo com que os humanos passem a ocupar novos planetas, sendo que é fácil viajar pelo espaço, e com isso a criminalidade chegou a um nível extremo. Para diminuir essa criminalidade, passou a se adotar à regra do velho oeste, onde se oferecia um preço pela cabeça de cada bandido e os caçadores de recompensa, Cowboys, tentando capturá-los, viajavam por todo o universo, pois quanto mais capturas, mais dinheiro.

Ein

Fonte: Netflix

Cowboy Bebop tem quatro personagens principais. O principal é o Spike tem pendências com um amor do passado e era um assassino da máfia; temos o Jet, que é um ex-policial que ainda sofre por ter abandonado a instituição; a sexy e golpista Faye Valentine que tenta lembrar de seu passado e a hacker Ed que quer fugir do abandono, unidos basicamente pela conveniência e pela busca do pão de cada dia. Ou melhor, podemos dizer que são cinco personagens principais, pois não podemos esquecer do Ein, um cachorro que foi geneticamente modificado, contanto com uma superinteligência.

Minha análise.

Em se tratando de Cowboy Bebop devemos destacar a animação e trilha sonora, que harmonizam perfeitamente, onde cada cena tem uma música em que se encaixa perfeitamente a ela, ou será que cada música tem uma cena.

Cada episódio conta com o um bandido para que seja caçado, sendo que todos os personagens que são apresentados, são bem marcantes, e característicos, sendo ainda alguns uma espécie de quebra-cabeças, onde a cada cena, a cada episódio vai se desvendando mais, dando aquela vontade de mergulhar em cada detalhe para tentar antecipar o que pode ocorrer.

Spike

Fonte: Netflix

Mas o que fica evidente é que independente de cada caçada, luta, recompensa e tudo mais o grande foco principal da história que vem sendo contada aos poucos é sobre o passado de Spike.

O interessante é que cada episódio nos traz um novo foco em se tratando da caçada ou até mesmo do jantar da equipe, mas mesmo assim existem alguns pequenos momentos que nos trazem algo para ajudar a fechar o quebra-cabeças principal, que, como já dito, é o passado de Spike.

Um outro ponto a ser analisado é que a animação Cowboy Bebop nos traz um ponto relacionado a divergência de gêneros, pois conta com diversos gêneros diferentes.

Sendo que mesmo ficando claro a referência ao faroeste a obra ainda conta com bastante humor, drama e ação.

Segundo a minha opinião, dando uma nota de 0 a 10 eu daria uma nota 09, pois o desfecho de alguns personagens quebrara o andar da história.

Ficando ainda esperando para ver como vai ficar o lançamento do live-action do Cowboy Bebop, podendo acompanhar a opinião do Hospício Nerd em Chegou!! O trailer de Cowboy Bebop finalmente chegou! .

 

ATÉ MAIS E CONTINUEM NOS ACOMPANHANDO EM Hospício Nerd!

Acompanhem também pelo facebook: Hospício Nerd!

Também pelos Instagram: Hospício Nerd! e Rogerio Cardoso

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários