Colin em Preto e Branco - O início de um sucesso polêmico! || Resenha

INHAIMM TUXOS E TUXAS, PRONTOS PARA VER AS VÁRIAS FORMAS DE PRECONCEITO INDIRETO?

Mammy está maravilhosa, Colin em preto e branco, a produção polêmica que aborda o estrelato e o racismo na trajetória de um esportista famoso, já está no seu cardápio desde o dia 29 de outubro e com certeza vai fazer muitas pessoas se identificarem com sua trama. Mais uma obra que tem um teor forte e que tem a responsabilidade de abrir os olhos do sistema para questões racistas ainda bem acentuadas dentro da nossa cultura.

E não se esqueça que nós do Hospício Nerd NÃO DAMOS SPOILER e sempre seremos imparciais em sua opinião, você decide se VALE ou NÃO VALE a pena ver o que resenhamos!

Daqui em diante, vamos entender melhor a trajetória dessa figura icônica do futebol americano que chamou a atenção do mundo com seus atos!

Pôster: Colin em preto e branco

Netflix

Num formato de documentário, a mini-série conta a história real de Colin Kaepernick (Jaden Michael), ex-jogador de futebol americano que atuou no San Francisco 49ers. A narração é feita pelo próprio atleta que se mistura as imagens de sua história, que eu confesso, foi o que me atraiu a ir até o último episódio.

A adolescência, os anos de ensino médio, a carreira esportiva na Califórnia, sendo um garoto adotado pelo casal Teresa (Mary-Louise Parker) e Rick Kaepernick (Nick Offerman), se tornam uma jornada nada fácil, principalmente para ele, uma criança negra numa família branca.

Tudo gira em torno da atitude ativista de Colin em 2016, depois que ele se recusou a levantar durante o hino nacional, ficando de joelhos, em sinal de repúdio ao tratamento que a comunidade preta recebe no país. O gesto influenciou outros jogadores e levantou discussões envolvendo até mesmo o ex-presidente Donald Trump.

Colin em preto e branco

Netflix

Uma produção irreverente criada por Michael Starrbury e dirigida e produzida por Ava DuVernay, Colin em Preto e Branco é uma série original da Netflx em parceria da Array Releasing que fizeram de cada um dos episódios, tanto uma experiência de vida cheia de mensagens quanto um ato ativista contra o racismo.

Acertado colocar o próprio Colin Kaepernick como narrador, como disse no princípio, as imagens intercaladas entre a figura do jogador contando sua história e o excelente trabalho de atuação de Jaden Michael, Mary-Louise Parker, Nick Offerman, Gabriel Womack e Mace Coronel resultaram num trabalho lindo! É sobre as verdades, é sobre isso…

Colin em preto e branco

Netflix

Um trabalho bem feito, me deu a sensação de estar vivendo aquele momento através da lógica e da ótica de um personagem preto real ao lado de seus pais brancos, a qual podemos dizer que também abraçou a causa, por sentir na pele o quanto o julgamento alheio interferiu em suas vidas e com certeza traumatizou a família inteira.

A mini-série deixa bem clara a responsabilidade dos envolvidos, mostrando claramente todos os pequenos detalhes que caracterizam uma das atitudes imperceptíveis dentro do racismo, a agressão silenciosa dentro de uma sociedade e o quanto isso pode afetar gradativamente quem foi agredido.

Agora que já está ciente, v! Vai lá e confere na nossa Mammy Netflix e depois vem aqui me contar o que você achou meu amor! ADOROOOOO

E aos domingos 14:00 hrs no IGTV do Marmotinha BH tem a LIVE MARMOTANDO com Hospício Nerd!

Pegue as dicas Netflix, Prime Vídeo, Disney Plus, Cabines de imprensa, Masterchef e convidados maravilhosos! #CHOCOBJS

Maxxy Miles – Resenhista

Instagram: @marmotinhabhoficial 

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários