Especial Franquia Halloween: Tudo o que sabemos sobre "Halloween Kills" - Hospicio Nerd

Eita!

Com estreia adiada de Outubro de 2020 para Outubro de 2021 devido a pandemia mundial, o que sabemos e podemos esperar do novo filme da franquia “Halloween”?

Por Guilherme Sander

Em 2018, David Gordon Green e Jason Blum trouxeram de volta dos mortos, a franquia “Halloween”. Os burburinhos de uma nova sequência existiam desde o último fiasco dirigido por Rob Zombie, Halloween II, de 2009. A ideia era um reboot que ignorasse o remake e sua sequência (considerando que a série teve diversos reboots que transformaram sua cronologia em uma tremenda bagunça). Mas sob os direitos da extinta DImension Films, as negociações não foram para frente e a ideia acabou engavetada.

Um belo dia, a Blumhouse Productions (produtora de Jason Blum, voltada para o gênero de Terror e Suspense, que ganhou notoriedade ao produzir filmes como “Atividade Paranormal”; “Sobrenatural”; “Uma Noite de Crimes” e dar novo fôlego a carreira de M. Night Shyamalan com “A Visita” e “Fragmentado”) adquiriu os direitos da franquia e anunciou uma nova sequência. Mas o alvoroço veio mesmo, quando Jamie Lee Curtis, a eterna Rainha do Grito, eternizada no papel de Laurie Strode no primeiro “Halloween”, anunciou que estaria de volta junto a Michael Myers, com uma foto emblemática revivendo o mesmo cenário da obra original, num filme que se passaria exatos 40 anos depois do primeiro.

Halloween' (2018): nostalgia e fanservice não justificam sequência fraca

Jamie Lee Curtis em foto que anunciou o seu retorno para a franquia “Halloween”, 40 anos depois. Imagem: Divulgação.

O filme fez fortuna e quebrou recordes. Com um orçamento enxuto de USS10 milhões, faturou ao todo USS159 milhões só nos Estados Unidos e USS255 milhões ao redor do mundo, marca impressionante jamais atingida antes por um Slasher Film. Bastante elogiado por crítica e público, não foi de se espantar que um novo filme seria anunciado. No entanto, não só um, mas dois de uma vez, fechando uma nova trilogia, seguido por “Halloween Kills” e “Halloween Ends”, praticamente filmados simultaneamente.

As expectativas são altas, então vamos a tudo que sabemos sobre o novo filme da franquia, em ordem cronológica:

Julho 2019: O Diretor David Gordon Green a e Blumhouse Productions lançam um teaser anunciando a produção de não apenas uma, mas duas sequências para “Halloween” de 2018, intituladas “Halloween Kills” e “Halloween Ends”, com estreias agendadas para Outubro de 2021 e 2022, respectivamente.

Julho 2019: Novamente com direção de David, são anunciados também os retornos de Jamie Lee Curtis como Laurie Strode; Nick Castle como o assassino Michael Myers; Judy Greer como Karen (filha de Laurie) e Andi Matichak como Allyson (neta de Laurie). Também foi confirmado o retorno do diretor do original, John Carpenter, como responsável novamente pela Produção e Trilha Sonora. Com o anúncio, David prometeu ao público, encerrar a narrativa do duelo entre Michael e Laurie de uma vez por todas, sem deixar espaço aberto para novas sequências que explorassem esse mesmo arco dramático.

Julho 2019: Ainda no mesmo mês, um rumor ganha força, tratando do personagem de Tommy Doyle, uma das crianças sobreviventes do original, da qual a personagem Laurie Strode era babá, na fatídica noite. Interpretado, no original de 1978, por Brian Andrews, o personagem foi interpretado por Paul Rudd em início de carreira em “Halloween 6”, de 1995, desconsiderado pelo filme de 2018. Mesmo assim, o rumor sustenta que o papel foi oferecido ao ator, que foi obrigado a recusar, pela agenda coincidir com a produção de “Ghostbusters”, do qual faz parte.

Brian Andrews no original “Halloween” (1978) como Tommy Doyle e abaixo, Paul Rudd no mesmo papel em “Halloween 6” (1995). Imagens: Divulgação.

Agosto 2019: O rumor se confirma e é anunciado oficialmente o retorno do personagem de Tommy Doyle em “Halloween Kills”. Porém, nem Brian Andrews e nem Paul Rudd são confirmados no papel. Substituindo os atores, entra Anthony Michael Hall, conhecido por seu papel no clássico dos anos 80, Clube dos Cinco.

Astro de “O Clube dos Cinco” é condenado por agredir vizinho | Jovem Pan

Anthony Michael Hall agora e nos anos 80, como Brian, em Clube dos Cinco. Imagem: Reprodução.

Agosto 2019: Em seguida, é a vez da personagem Lindsay Wallace, a criança cuidada pela personagem de Annie Brackett (uma das vítimas de Michael Myers) no original de 1978, ter seu retorno anunciado. Só que, dessa vez, interpretada pela mesma atriz, Kyle Richards, 41 anos depois.

Kyle Richards como Lindsay Wallace no clássico “Halloween” de 1978, dirigido por John Carpenter. Imagem: Divulgação.

Setembro 2019: Após os anúncios do retorno dos personagem de Tommy Doyle e Lindsay Wallace, fãs e críticos começaram a antecipar por novas notícias acerca de outros personagens do filme original. E David Gordon Green parecia estar disposto a agradar a grande fan base da saga. Dessa vez, o anúncio foi um personagem secundário que teve pouco destaque no filme de 78. Trata-se de uma das crianças que atormentam o personagem de Tommy Doyle, Loonie Elam, dessa vez interpretado por Robert Longstreet. Lidando com o cruzamento de fatos em torno da produção de “Halloween Kills” e seu antecessor “Halloween” de 2018, Loonie parece ter ligação com a personagem de Allyson, uma vez que seu namorado no filme de 2018, atende pelo nome de Cameron Elam, sinalizando um provável parentesco.

Setembro 2019: A atriz Jamie Lee Curtis fala pela primeira vez sobre “Halloween Kills” e sua personagem Laurie Strode na sequência. “A melhor parte do projeto é a parte que concerne aos fãs, mas a partir do meu ponto de vista, eu não fui atraída ao projeto pela oportunidade de chutar o traseiro de Michael Myers. Eu fui particularmente atraída, porque era um filme sobre trauma“, disse a atriz ao site Collider. “Sobre o trauma que acontece com esses personagens por 40 anos; eu senti que foi muito importante que David o compreendeu e estava dando a Laurie uma grande honra, ao reconhecer que sua experiência de vida foi bastante desafiadora. Eu penso que, se eu estivesse acabando com Michael desde o momento inicial do filme, não teríamos a reação emocional que as pessoas tiveram.” Curtis ainda adicionou. ” O que eu amo é que David, Danny e toda a equipe fez, foi conectar os pontos por esses 40 anos e agora eles estão desembrulhando o primeiro filme (Halloween de 1978), trazendo de volta todos os personagens, cujas vidas foram afetadas pelo que aconteceu em 1978.” E pra finalizar, aguçou a curiosidade a respeito dos próximos filmes. “Eu lhes prometo que David Gordon Green elaborou um meio de completar a trilogia que é sensacional“.

Setembro 2019: Setembro não parou de trazer novidades excitantes para o elenco de “Halloween Kills”. E mais um personagem clássico teve seu retorno anunciado. A bola da vez foi a Enfermeira Marion Chambers, mais uma vez interpretada por Nancy Stephens. É ela que é atacada por Michael Myers no original, dentro de seu carro, que é usado pelo assassino em sua fuga do Sanatório em que estava internado. A atriz voltou a interpretar a personagem também em “Halloween 2” (1981) e “Halloween H20” (1998), onde sua personagem é assassinada na cena inicial. Mais tarde, no lançamento do segundo teaser trailer de “Halloween Kills”, vemos sua personagem em uma cena familiar, sendo atacada por Michael dentro de seu carro, revelando que o filme será recheado de momentos marcantes para os fãs.

Nancy Stephens, como Marion Chambers, em “Halloween” de 1978. Imagem: Divulgação.

Outubro 2019: A produção de “Halloween Kills” tem sua fotografia principal iniciada e o leitor do site Bloody Disgusting, Mike M. investiga o set por imagens dos bastidores. O que ele descobre é que parte do filme parece se passar no Haddonfield Memorial Hospital, lugar cujos fãs vão reconhecer como cenário principal da sequência “Halloween 2” dirigido por Rick Rosenthal em 1981. Na cena descrita por Mike, um aparente flashback narra um jovem Loonie sendo perseguido por Michael Myers, nos arredores do Hospital. Mais tarde, o ator que interpreta Loonie, falaria sobre o seu papel para a Bloody Flicks, confirmando o parentesco de Loonie com Cameron, namorado de Allyson em Halloween de 2018. “Loonie é um cara complicado e problemático cujo passado o atormenta. Particularmente, pregando peças na casa dos Myers quando era criança. Eu acredito que isso tenha quebrado algo nele que mexe com sua masculinidade. A família Elam é muito inortodóxica. Eles amam drogas e álcool mais do que tudo. David me disse algo engraçado sobre isso. Ele disse que Loonie conhece seus vinhos.” (em um trocadilho de “wines” com “wives”, que significa “esposas” em inglês). Ele encerra dizendo que “Halloween Kills” é o mais sórdido de todos os filmes da série. 

Outubro 2019: A atriz Jamie Lee Curtis usa sua conta pessoal nas Redes Sociais para anunciar seu primeiro dia de filmagens, na produção de “Halloween Kills” (8 de Outubro de 2019).

Jammie Lee Curtis, em sua conta no Instagram, revelando uma foto dos bastidores de “Halloween Kills”. Imagem: Reprodução.

Outubro 2019: Uma foto tirada por um fã, que espionou as locações e gravações de “Halloween Kills”, revelou que o ator Charles Cyphers, que interpretou o Xerife Brackett no filme original, pai de Annie Brackett ( uma das vitimas de Michael Myers), retorna no novo filme, sendo mais um do elenco original a reprisar seu papel.

Outubro 2019: Para celebrar o Halloween, no dia 31 de Outubro, a atriz Jamie Lee Curtis compartilha em sua conta no Instagram, uma foto de sua personagem toda ensanguentada para as gravações de “Halloween Kills”.

A atriz Jammie Lee Curtis nos bastidores do filme “Halloween Kills”. Imagem: Reprodução.

Novembro 2019: O fim das filmagens de “Halloween Kills” é anunciado oficialmente com a divulgação de uma imagem trazendo os atores Anthony Michael Hall e Kyle Richards, como Tommy Doyle e Lindsay Wallace respectivamente, em cena. A esquerda na foto, temos o que parece ser a personagem de Marion Chambers, interpretada por Nancy Stephens.

Anthony Michael Hall e Kyle Richards, em imagem da gravação de “Halloween Kills”. Imagem: Bloody Disgusting.

Novembro 2019: A atriz Jamie Lee Curtis fala sobre a participação da atriz Kyle Richards, reprisando o papel de Lindsay Wallace, após mais de 40 anos. “Ela é tão bonita, você sabe, ela chega a um ponto extremo de decomposição. Você me entende…é como o limite nesse filme, de todas as formas. Emocionalmente, fisicamente, no ambiente em que ela se encontra, e ela deixou sua outra vida completamente e apenas veio filmar conosco por 3 ou 4 semanas e foi impressionante. As pessoas vão enlouquecer com ela, nesse filme.”

Jamie Lee Curtis e Kyle Richards após as gravações de “Halloween Kills”. Imagem: Bloody Disgusting.

Abril 2020: O roteirista de “Halloween Kills” declara ao site Movie Web, que o novo filme é “Maior, mais cruel e malvado” do que seu antecessor e revela que quem gostou do anterior ficará muito empolgado com esse. ” Eu vi um corte bruto do material e estou bastante excitado. Eu diria que é o Halloween anterior, com esteroides”, afirma .

Julho 2020: Meses depois, foi a vez do diretor do filme original de 1978, John Carpenter, falar sobre sua visão acerca do que David Gordon Green estava fazendo em “Halloween Kills”. “Meu trabalho com a trilha já foi feito. O filme é algo extraordinário. É divertido, intenso e brutal. É um Slasher Film multiplicado por 100. Eu nunca vi algo parecido quanto ao número de vítimas.

Julho 2020: Semanas depois, a Blumhouse Productions anuncia que “Halloween Kills” foi adiado em 1 ano, devido a recente pandemia do Coronavírus. A notícia, que já era esperada devido ao cenário mundial, foi acompanhada do lançamento de um pequeno teaser. No pequeno trecho, vemos o que provavelmente acontece após as 3 sobreviventes, Laurie, Karen e Allyson deixarem a casa em que Michael estava, em chamas, com ele presumidamente encurralado para morrer carbonizado. A nova estreia foi agendada para 15 de Outubro de 2021.

Primeiro Teaser de “Halloween Kills”. Divulgação: Blumhouse Productions.

Julho 2020: A atriz Jamie Lee Curtis se pronuncia em suas redes sociais sobre o adiamento do filme, nos cinemas. “Estou tão decepcionado quanto vocês. Principalmente porque o filme que David criou, a partir dos personagens que John e Debra criaram, é uma obra-prima. Presciente e poderoso. Prometo que valerá a espera.

Outubro 2020: Em um painel especial para “Halloween Kills”, no evento virtual Blumfest, os produtores e o diretor David Gordon Green, mostraram mais uma compilação de um material inédito do filme, em um novo Teaser Trailer. Nele, podemos ver os personagens Laurie Strode; Karen e Allyson, além dos retornos de Lindsay Wallace; Tommy Doyle; uma manifestação dos habitantes de Haddonfield, no que parece uma espécie de revolta popular, com a iminente ameaça do assassino Michael Myers; a enfermeira Marion Chambers num revival da clássica cena do filme original de 1978, em que novamente parece ser atacada, em seu carro, pelo assassino; e o próprio Michael, reencontrando sua máscara após o incêndio do final do filme anterior. O diretor ainda revela. “Se o primeiro filme recontou de algum modo a origem de Myers e nos atualizou com o local em que Laurie estivera todos esses anos, a segunda parte é sobre a indignação de Haddonfield. Mob Rules (algo como “A Multidão Reina”) era o nosso título de trabalho para o filme. É sobre uma comunidade unida pela indignação e dividida em como lidar com o mal”.

Teaser Trailer 2 do filme “Halloween Kills”. Fonte: Blumhouse Productions.

Dezembro 2020: A Associação que classifica os filmes lançados em território Norte Americano, classificou “Halloween Kills” como Rated-R, sendo essa a classificação que proíbe menores de 17 anos, a assistirem ao filme desacompanhados do responsável. Junto a classificação, o órgão afirma que o filme detém tal restrição por conter “Forte violência sangrenta ao longo da projeção, imagens e diálogos chocantes e uso de drogas.” , mostrando ser mais forte e violento do que seu antecessor.

Janeiro 2021: Duas novas imagens de “Halloween Kills” foram divulgadas em que o assassino Michael Myers aparece pronto para fazer mais vítimas. Junto a elas, o diretor David Gordon Green revelou sua perspectiva sobre a história do novo filme. “É algo para se ter medo do Bicho Papão, de ter alguém que pode estar escondido no armário, ou debaixo da cama, assombrando em volta de sua casa. Mas o que queríamos explorar a seguir era a confusão, a falta de informações e a paranoia. O que acontece quando o medo se torna viral? Você não pode mais se esconder debaixo das cobertas.” E acrescenta. “Quando fizemos o anterior, nós queríamos encontrar um meio para alguém que nunca viu original, se situar rápido na história. Mas nesse, entramos direto na ação. É muito agressivo. É mais eficiente. Nós queríamos que fosse bem explosivo antes das coisas se afunilarem e se tornarem pessoais novamente.

Michael Myers em novas imagens do inédito “Halloween Kills”. Imagem: Divulgação.

Fevereiro de 2021: John Carpenter, em entrevista à NME, foi questionado se os filmes de Halloween podem acabar sendo lançados diretamente em plataformas de streaming, assim como recentes lançamentos de outros estúdios. “É claro. Halloween pode ser lançado dessa forma porque os cinemas estão mortos. Essa é a realidade no momento. É uma tragédia, mas é verdade. Nós temos que encarar isso. O estúdio entrou em contato comigo e com David (Gordon Green, o diretor), e eles nos fizeram adiar o novo por um ano, na esperança de que as coisas melhorassem. Portanto, ainda esperamos que melhore.

Março 2021: A atriz Andi Matichack, que interpreta Allyson conversou com a equipe do site Bloody Disgusting sobre o retorno da família Strode e a fúria contida no novo “Halloween Kills”. “É um filme em que acredito que os fãs ficarão muito felizes. É grande, é mau é mais malvado. Eu acho que Laurie, Allyson e Karen deixaram Michael furioso por trancarem-no no porão, porque sua retaliação a seguir atinge a todos os níveis.” Matichack falou também sobre o adiamento da estreia do filme e porque acredita que ele deva ser uma experiência vista nos Cinemas. “ Vocês sabem, claro que é desanimador (o adiamento), você quer que o filme seja lançado. Os fãs estavam realmente muito ansiosos. Mas no fim do dia, uma das belezas dos filmes de terror é assisti-los junto a comunidade do horror e vê-lo numa sala de cinema. É diferente. O filme, em particular, é tão grande, caótico e incrível. Ele merece ser visto em um Cinema. E nós não podíamos fazer isso no ano passado. E esperamos que seja possível vê-lo esse ano, dessa forma. E se não, tenho certeza que será lançado em VOD ou de qualquer outra forma que possam. Mas será lançado esse ano, com certeza.

“Halloween Kills” tem estreia agendada para 15 de Outubro de 2021 nos Cinema dos Estados Unidos. No Brasil, no dia 14 de Outubro, porém sem confirmação diante do cenário atual em que o país enfrenta uma nova onda da Pandemia, mais forte e intensa do que a anterior. O possível lançamento em Streaming é especulado e não foi descartado, nem por equipe e nem pelo estúdio, mas por enquanto segue a agenda oficial.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa

Guilherme Sander escreveu em 2007, o artigo científico sobre o filme Halloween, de John Carpenter, sobre como o Cinema de Horror e seu subgênero Slasher Film construíram alegorias para o comportamento de uma sociedade amedrontada, refletindo fobias sociais de uma comunidade conservadora.  

 

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários