{Resenha} DARK – O Apocalipse está chegando! - Hospicio Nerd

O fim está próximo!

Que Dark se tornou um grande sucesso ninguém duvida, tanto que tem alcançado boas   críticas chegando a ser considerada uma das melhores series da Netflix.
A série Alemã criada por Baran Bo Odar e Jantje Friese e distribuída pela Netflix, traz a história começada em 2019 que se espalha para incluir histórias em 1986 e 1953 através de viagens no tempo.

Fonte: Netflix/Divulgação
Fonte: Netflix/Divulgação

A primeira temporada começa com impacto do desaparecimento de uma criança Mikkel (Nielsen), que faz parte das quatro principais famílias da história que inclui ainda a família de Jonas (Kanwhald), a de Helge (Doppler) e também a de Claudia (Tiedemann). A partir daí é que percebemos que as vidas dessas famílias irão começar a se desmoronar pois vemos de forma clara que existem laços entre as crianças que desapareceram e as histórias dos cidadãos e da própria cidade. É neste momento também que eles tomam consciência da existência de um buraco de minhoca que permite as viagens no tempo.
Já na segunda temporada continuamos a ver que as famílias entrelaçadas ainda buscam se reunir com seus familiares desaparecidos. Aqui acompanhamos Jonas viajando no tempo primeiro para o ano de 2053 e depois para 1921 os quais servem para acrescentar ainda mais aos mistérios já existentes, nos sendo apresentada a existência da irmandade secreta Sic Mundus e é também em 1921 onde Jonas encontra sua versão mais velha (conhecido até então como Adam) visivelmente afetado pelas viagens no tempo. Aparecem ainda alguns outros personagens que ao que parece estão se movendo para garantir a batalha pelo futuro da cidade de Winden e também pelo futuro de seus familiares.
Ao passo que que neste momento descobrimos que um evento apocalíptico está prestes a acontecer na cidade em 2020 que devera se desenvolver agora com a estreia da aguardada terceira temporada que coincidentemente estreará com a mesma data do apocalipse final retratado na série dia 27 de junho de 2020.

Fonte: Netflix/Divulgação
Fonte: Netflix/Divulgação

Um detalhe importante a ser observado é que sem dúvida Jonas Kahnwald é o ponto de encontro das várias tramas de Dark, sem deixar de notar como passado, presente e futuro estão entrelaçados, não conseguindo saber onde realmente tudo começa. Ao longo da série, encontra-se também as implicações existenciais do tempo e os efeitos que ele causa sobre a natureza humana.
A série que pode ser um pouco confusa para alguns pois seu enredo sobre ficção científica fala sobre viagem no tempo e as consequências de se querer brincar de Deus interferindo nos acontecimentos da vida o que na série acaba causando exposição de segredos e assim vão surgindo as conexões ocultas entre quatro famílias destacadas na série. Aos poucos essas mesmas famílias vão descobrindo uma sinistra e obscura conspiração de viagem no tempo que abrange várias gerações.

Ao mostrar agora o trailer da terceira temporada a Netflix só nos deixou com gostinho de quero mais mostrando momentos tensos e que aguçam nossa curiosidade, trazendo ainda mais mistérios dignos de nos fazer ficar mais confusos e de querer quebrar cabeça tentando entende-los, resolve-los e finalmente saber como e onde tudo começa. A conclusão aqui é a famosa frase de Sócrates “Só sei que nada sei.” A dona Netflix parece que está deixando bem claro que não está pra brincadeira mostrando que teremos um final emocionante digno do que a serie merece. Só ficamos triste pois “dessa vez será o último ciclo.”
Então não quebrem a cabeça ainda tentando decifrar o trailer segurem a ansiedade e não se desesperem pois “O fim é o começo e o começo é o fim.”

Fonte: Netflix/Divulgação
Fonte: Netflix/Divulgação

Tique-taque. Taque-tique.

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários