{Resenha} Milf: Não me interessa se ela é coroa - Hospicio Nerd

Uia!

De vez em sempre surge uma comedia que usa o sexo pra fazer o publico rir, e com isso acaba de chegar na Netflix o filme Milf 

Se tratando de uma comedia romântica francesa lançada em seu país de origem em 2018, Milf não sai do padrão do gênero. Na trama três amigas que estão na casa dos 40 precisam esvaziar a casa de uma delas que está de mudança, e a viagem acaba sendo de ajuda para todas que estão passando por probleminhas pessoais, ao chegar lá elas entram na mira de três jovens na casa dos 20 que as acham atraentes e as coisas esquentam quando as relações entre eles começam a acontecer

Virginie Ledoyen, Marie-Josée Croze, Axelle Laffont, Victor Meutelet, Waël Sersoub, and Matthias Dandois in MILF (2018)

Fonte: IMDB

Não é de hoje que comedias que usam o sexo para proporcionar situações engraçadas e inusitadas, uma das mais famosas foi American Pie que falava sobre esses problemas que passam da adolescência pra fase adulta, porem, em MIlf a situação é quase igual, só que diferente. Ao retratar relações onde o casal tem um espaço muito grande de idade, aqui o filme usa essa premissa pra passar algumas mensagens como “Idade não quer dizer maturidade” e isso se prova quando os jovens começam a ter relações com as mulheres e demonstram imaturidade com certos momentos principalmente nas horas mais quentes quando as mulheres brincam com frases como

“Você assiste muita pornografia nê?”

E brinca com o fato da mentalidade sexual deles é muito guiada pelo que a internet enquanto elas tem anos a mais de experiencia e mostram como aqueles conhecimentos são falhos, mas ao mesmo tempo que eles guiam os jovens se permitem surpreender com coisas novas que aquela juventude proporciona. Isso é claro sem esquecer aquelas cenas mais calientes ocasionalmente, o filme como já dito é uma comedia-romântica francesa e usa mais do romance entre os personagens colocando aquela tensão sexual no ar quase o tempo todo pra que o publico grite “VÃO PRO QUARTO LOGO!” e depois que isso acontece o filme começa a parte romântica onde as mulheres se perguntam “Será que eu to gostando dele mesmo?” e isso se deve ao fato de quase todo o elenco inclusive a diretora (Axelie Laffortt que tambem é uma das protagonistas) terem um longo currículo com o gênero.

Para todo os efeitos, MIlf é mais uma daqueles filmes quentes e bonitinhos que mesmo sendo meio cliché ele é bem feito e no meio de tantos filmes que não conseguem nem aproveitar a ideia base do roteiro, aqui o filme nao te engana e entrega exatamente o que prometeu.

 

 

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários