{Resenha} The Umbrella Academy - Cinco sinistreiro! - Hospicio Nerd

Só vem!

Sim meus caros acadêmicos que adoram usar guarda chuva, enfim estreou a nova temporada, eu tava muito afim de ver como o Cinco salvou sua família após os acontecimentos finais da primeira temporada, e o modo como isso se resolveu foi bem divertido e nos levou a uma viagem na história americana! Lembrando sempre que nossa resenha não tem spoiler e que só é feita para compartilhar a nossa impressão, não queremos falar se algo é bom ou não, isso é gosto, então assistam e tirem suas próprias conclusões, dito isso, BORA RESENHAR!

Foto David Castañeda, Ellen Page, Emmy Raver-Lampman, Robert Sheehan, Tom Hopper

Christos Kalohoridis/Netflix

Caso você não se lembre vou dar uma refrescada em sua memória, mas se quiser também pode ver o vídeo com o resumo que o elenco fez, bom, no final da primeira temporada a Vanya perdeu o controle dos seus poderes, explodiu a lua e lascou geral, ou seja, ela trouxe o apocalipse, mas nos instantes finais Cinco prova que é o mais sensacional de todos e usa seus poderes para levar sua família para outro lugar e que lugar é esse? Estados Unidos na década de 60! E então em meio a muito sangue, poderes, porradas e tiros, tivemos uma baita aula de história! Luta pelos direitos civis, Guerra Fria, corrida espacial, assassinato do JFK, entre outras coisinhas.

Foto Aidan Gallagher

Christos Kalohoridis/Netflix

Como não podia deixar de ser, a viagem no tempo deu ruim, e os irmãos acabaram se separando, cada um se envolveu em algo diferente enquanto esperavam o retorno do Cinco, na real a maioria seguiu sua vida naquele passado que agora era o seu presente, e que se pararmos para pensar também foi o seu futuro… travou aqui…. e mesmo tendo grandes poderes, a turma da academia continua tendo seus problemas emocionais e muitos causados pela relação que tinham com o pai. E isso também foi explorado para caramba nesse segundo ano. Uma coisa muito foda foi ver diversos  jogados em cena, confesso que quando se trata desse assunto eu não sei se a coisa realmente está lá, se foi uma referência proposital ou se a minha mente nerd é que pega esses detalhes, talvez esse seja o meu poder hein? Por exemplo, os novos enviados da Comissão, conhecidos como Os Suecos, apresentados como os trigêmeos, esses caras me lembraram e muito os gêmeos lá de Matrix, confesso que não sei se na versão legendada eles foram chamados desse modo, mas eu assisti dublado e tenho que falar, a dona Netflix acertou dessa vez, tivemos um bom estúdio de dublagem e nossos personagens foram muito bem dublados dessa vez!

Foto Jason Bryden, Kris Holden-Ried

Christos Kalohoridis/Netflix

Não sei pelo fato do Cinco ser meu personagem preferido, passei a assistir a série com um outro olhar, para mim o cara é o personagem principal, e ver como exploraram o fato dele ser o assassino mais letal da Comissão e como o peso disso finalmente chegou no garoto ( que não é tão garoto assim nê? ), e ele deixou claro o tempo todo que tudo o que fez foi por sua família, incluindo uma cena mó da hora que ele revela seu único pensamento quando estava sozinho no apocalipse. Dessa vez não tivemos uma cena de dancinha tão marcante quanto aquela da primeira temporada, mas a produção não nos deixou sem nada, tivemos uma cena bem legal mostrando a união ente Klaus, Alisson e Vanya, além é claro de uma baita cena do Cinco, que cara, ficaria sensacional se tivesse sido um plano sequência inteiro. mas se tratando do abridor de portais, acho que foi! Sem dúvidas a direção e a fotografia desse novo ano merecem e muito ser exaltados, usaram e abusaram do efeito de atravessar vidros, e o visual dos anos 60 foi muito bem retratado, tivemos alguns bons efeitos especiais, mas, um ou outro não ficaram tão legais assim, mas nada que atrapalhasse a experiência! Também tivemos retornos bem legais, um deles dando o desfecho para um certo gordinho lá da primeira temporada, os personagens novos também mandaram muito bem, extremamente carismáticos, é difícil não se importar ou querer saber mais sobre eles. Acho que não é bobeira dizer que os coadjuvantes tiveram muito espaço!

Foto Ellen Page, Emmy Raver-Lampman, Robert Sheehan

Christos Kalohoridis/Netflix

No fim das contas, a série quebrou uma certa mania de séries da dona Netflix, tipo Stranger Things, que teve uma primeira temporada sensacional e a segunda caiu pelas barrancas, Umbrella Academy sambou nisso! A temporada foi muito boa, mesmo a barriguinha tradicional foi muito bem feita, todos os episódios me prenderam, alguns foram tão legais que nem percebemos o tempo passar, e nem só de brigas vivem os irmãos, alguns momentos foram bem emocionantes e uma ou outra lagrima até caiu. E o final da série ficou extremamente aberto, e terminou com uma baita piadinha foda, sem dúvidas dou CINCO FLAVITOS, e epsero muito que na possível terceira temporada, tenhamos mais do Cinco, mais dancinhas, plano sequência, boas atuações, bons personagens e bons poderes!

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários