{Resenha} Vikings - Não foi assim que eu aprendi! - Hospicio Nerd

Budweiser!

Sim meus caros guerreiros, cá estou eu para resenhar essa série que por alguns anos foi uma das minha favoritas, desde os tempos em que Ragnar era apenas um fazendeiro louco para viajar e explorar o desconhecido mesmo com o seu senhor Earl Haraldson, onde a série usava a licença poética de trazer Rollo para ser o irmão do nosso herói, assim como uma ou outra liberdade que não atrapalhava em nada à nossa diversão, pena que isso não continuou no restante da série, pelo menos não para mim, e cabe dizer que tudo o que vai estar escrito aqui reflete apenas a MINHA opinião, dito isso, chega de papo e vamos resenhar!

Poster Alexander Ludwig

History

Na quarta temporada pós morte de Ragnar, o Grande Exercito, chegou até as terras da “Inglaterra”, mesmo sabendo que o país só se unificou mesmo com esse nome beeeeeem depois, nos tempos de Alfredo o Grande, ainda existia o reino da Mércia e da Nortumbria… mas isso é outra história não é? Mas a vingança foi bem sucedida, mas aí já tem algo que não me desceu muito bem, Ragnar antes de fazer sua última viagem foi tratado como um mero ex herói, e agora tinha uma porrada de gente querendo matar e morrer em seu nome, estranho não? Tivemos algumas cenas bem legais no restante da temporada, mas a briga dos irmãos foi algo que honestamente achei ridículo.

Foto Alexander Ludwig, Jordan Patrick Smith, Katheryn Winnick

History 

Criar uma rixa dessas que ao meu ver teve o único intuito de criar história, e encher linguiça! Sim, estou indo contra o que muitos falam, mas prestem atenção, não estou falando mal da fotografia, atuações e nem nada disso, o que me irritou foi o roteiro! Que ao meu ver fez boas e péssimas escolhas! A descoberta da Islândia por exemplo, cara, tudo o que aconteceu ali cabia em um único episódio e foi levado pela quinta temporada quase inteira, terminando de um jeito que até eu queria quebrar tudo!  E o mais irritante de tudo, a falta de lealdade dos guerreiros, mano, NÃO FOI ASSIM QUE APRENDI! Os guerreiros também não se chamavam assim, o termo ficou conhecido a partir de  alguns historiadores do século XVIII, mas isso também é outra história! O fato de tirarem a coroa do mais velho e tacar na cabeça do Alfredo? Claro, vamos fazer isso! O que aconteceu de fato foi outra coisa, mas isso é outra história! Vikings ao meu ver entrou em um limbo, uma hora somos amigos, outra somos inimigos, depois voltamos a ser amigos, e depois inimigos mais uma vez! Juramentos? Lealdade? Morrer com arma na mão como um guerreiro para ter direito a ir ao Valhalla? Não, não, isso é outra história! E o limbo é uma boa explicação, já que uma hora eu gostava, outra não gostava mais, aí eu via algo que gostei, depois outra que não gostava e por aí foi até o fim. E olha que a série era do HISTORY!

Foto

History

No fim das contas tivemos uma grande série em mãos que ao passar dos tempos foi perdendo folego e tentando sobreviver a aparelhos, tudo por culpa de um roteiro que algumas vezes era bom, outras beirava o ridículo, deus Ivar que o diga! NÃO FOI ASSIM QUE EU APRENDI! E essa não foi a série que eu conheci, mas é questão de gosto nê? Não vou dar Flavitos para a série, se fosse pelas quatro primeiras eu daria o máximo que pudesse, mas o excesso de histórias sem nexo e terem vivido duas temporadas em trono de briga de irmão, eu daria um ou dois! Então em respeito ao passado, guardo minha espada e saúdo os heróis que estão no Valhalla comendo, bebendo, lutando e formicando!

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários