Halloween Kills: O Terror Continua - Ele está de volta! || Resenha - Hospicio Nerd

Olá, meus sobreviventes de Haddonfield!

Doces ou travessuras? Sim, outubro chegou, por isso, preparem a decoração e fechem as portas, o bicho-papão está de volta! Isso, ele mesmo, Michael Myers está pronto para viver mais um Halloween e nós, do Hospício Nerd, estamos prontos para resenhar sobre o novo filme!  Vale à pena lembrar que, isso aqui é um hospício, mas não é o sanatório onde Michael estava kkk, então somos gente boa e nossas resenhas NÃO POSSUEM SPOILER e retratam apenas a opinião de quem está escrevendo, ou seja, a MINHA OPINIÃO! Sendo assim, vim aqui trazer o que senti e observei do filme. Então, bora lá tomar uns sustos? Quer dizer, bora resenhar!

Copyright Universal Studios

O TERROR CONTINUA

“Adeus, Michael” é assim que a nossa final girl, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis), se despede de Michael Myers ao trancá-lo em sua armadilha no Halloween de 2018, o primeiro filme da nova trilogia. Porém, sabemos que essa não foi uma despedida né? Como fã dos filmes, fiquei feliz em saber disso e animada para o lançamento do segundo filme.

Na continuação intitulada Halloween Kills – O Terror Continua, a trama se inicia imediatamente após a Laurie achar que derrotou o Michael e está a caminho do hospital. Se recuperando dos ferimentos, Laurie, sua filha Karen (Judy Greer) e sua neta Allyson (Andi Matichak) descobrem que Michael Myers sobreviveu e precisam se preparar para enfrentar o bicho-papão de uma vez por todas. Mas, dessa vez, elas não estão sozinhas e contam com a ajuda dos sobreviventes de Haddonfield para caçar Michael Myers.

Halloween Kills: O Terror Continua: Jamie Lee Curtis

Copyright 2021 Universal Studios

É HALLOWEEN, TODOS TÊM DIREITO A UM BOM SUSTO!

A trama gira em torno de referências ao primeiro filme da franquia em 1978, o Halloween – A Noite do Terror, deixando um ar mais nostálgico e apresentando elementos da história que ainda não conhecíamos, mesclando o terror atual e antigo, com o toque de uma trilha sonora impecável, dando a sensação de estarmos realmente assistindo um filme de terror dos anos 70, sabe? Mas com um toque moderno. Em meio a indas e vindas no passado e presente da história, o banho de sangue é apresentado (uma bela homenagem ao gênero slasher) ao mostrar como Michael Myers conseguiu escapar da armadilha de Laurie.

“Hoje, nós vamos caçá-lo!”

O sangue toma conta da cidade de Haddonfield e os sobreviventes cansados de fugir e sentirem medo, se juntam com sede de vingança para ajudar a Laurie que está ferida no hospital e criam um clima de caos e destruição para procurar o Michael e derrotá-lo. Com isso, somos agraciados com um elemento incrível: personagens do filme de 1978, Tommy e Lindsay (eram as crianças que a Laurie cuidava) e a enfermeira Marion Chambers, estão de volta para lutar contra a essência do mal que permeia a cidade á 40 anos.

Halloween Kills: O Terror Continua

Copyright Universal Studios

Seguindo essa linha nostálgica e que, a meu ver, é uma excelente maneira de começar a costurar a história para o terceiro filme (que já foi confirmado), afinal, para entendermos o fim, precisamos voltar o começo, não é mesmo? E a trama faz isso com louvor, onde somos levados e mergulhados várias vezes onde tudo começou, na casa onde Michael vivia e cometeu seu primeiro crime, com apenas 6 anos, criando várias perguntas e especulações sobre o motivo dele ter feito tudo o que fez.

Portanto, entre MUITO sangue, perseguições, mortes cada vez mais impactantes, algumas piadas, diálogos e cenas que arrancam algumas risadas e VÁRIOS sustos, o novo Halloween Kills apresenta um enredo onde mostra que a vida de todos foi afetada pelo Michael Myers, além da Laurie, que possui conexão direta com o bicho-papão, que mais uma vez quer destruí-la a qualquer custo e, consequentemente, deixa rastros pelo caminho.

Halloween Kills: O Terror Continua

Copyright Ryan Green/Universal Pictures

ENFIM… 40 ANOS DA ESSÊNCIA DO MAL

Com esse Halloween conseguimos entender um pouco mais sobre Michael Myers e confirmar que ele não é só um assassino serial killer, mas sim a própria personificação da essência do mal. Então, não importa o quanto você corra, o Michael vai te alcançar! Por fim, o filme é excelente e junta todos os elementos que um bom clássico sangrento precisa ter para transformar o Halloween. Corridinhas? Temos! Tensão para tentar arrancar a máscara do bicho-papão e ver seu verdadeiro rosto? Temos! Mas, será que vamos conseguir? (falo como se estivéssemos dentro do filme kkk)

Sendo assim, para mim, o filme consegue caminhar bem durante a história e apresentar elementos que prendem a atenção e causam curiosidade, afinal, o que levou Michael a fazer tudo isso? E sua obsessão pela Laurie, como surgiu? Ela vai conseguir derrotá-lo? Só assistindo o filme para saber, meus caros sobreviventes de Haddonfield. Já eu, estou ansiosa para o que está por vir.

Segue lá na rede social ao lado, Instagram: @nannsrva

Espero que tenham gostado e até próxima! 👻🎃

Deixe seu Comentário

  1. AlexiaResponder

    Eu morro de medo de filme de terror, mas esse eu fiquei com vontade de assistir!!!