{Resenha} Cidade Invisível - E o boto hein? - Hospicio Nerd

Eita!

Sim meus caros membros do folclore brasileiro, e enfim chegou na dona Netflix essa que foi a primeira série brasileira do serviço que eu posso dizer que gostei! Então por ter dito isso você já sacou que vou falar muito bem da parada nê? Antes de começar, quero lembrar que essa resenha NÃO foi feita para cravar o que é bom e o que não é, ela reflete apenas a MINHA opinião, ou seja, você tem que assistir para tirar suas conclusões, ai depois venha comentar comigo, dizer se concorda, discorda, se tem algo a mais a acrescentar e essas coisas. Agora preparem suas peneiras, garrafas, rolhas com uma cruz desenhada e bora caçar… ou melhor, bora resenhar!

Foto Alessandra Negrini, Marco Pigossi

Alisson Louback/Netflix

A série não é apenas uma história, também é uma pequena aula sobre o folclore brasileiro, a gente fica tão preso em contos de outros países que nem nos tocamos que aqui, dentro dessa nossa terrinha avacalhada, temos lendas sensacionais! Histórias como a do Boto cor de Rosa, da Cuca, da Iara mãe das águas, do Saci, Curupira, Porco do Mato, Boitatá… niii! Tem de tudo um pouco, e a série nos leva a um passeio bem divertido nesse universo. Normalmente as lendas do nosso folclore são associados diretamente com a Amazônia, mas não é o que acontece aqui, toda a história se passa em pleno Rio de Janeiro! E essa “quebra”, foi um algo a mais, aos meus olhos foi um jeito de mostrar que esses personagens fazem parte da cultura do país inteiro.

Foto

Alisson Louback/Netflix

E tenho que dizer uma coisa, antes de cada episódio começar para valer, temos uma visão do passado, vendo a origem daqueles personagens, mostrando como se tornaram as entidades mágicas! E cara, o jeito que fizeram isso foi simplesmente perfeito! Sabe aquela frase famosa no mundo do terror que diz assim “Onde uma morte trágica acontece, uma lenda nasce!”, pois é! Nada foi apresentado de um jeito extremamente místico, foi até bem humano para ser honesto, e isso deixou a coisa mais real. Outra coisa que chamou minha atenção foi algumas referências que não devem ter sido de proposito mas que eu na minha Nerdisse acabei ligando uma na outra, momentos em que me vi assistindo Doutor Sono e Supernatural sabe? Uma coisa divertida foi tentar adivinhar qual personagem era qual entidade, não demora muito para você perceber quem é quem nesse folclore louco.

Foto Alessandra Negrini

Alisson Louback/Netflix

E o nosso protagonista manda bem pá boss, a trama é bem legal e chega até ser clichê, não que isso seja ruim, muito pelo contrário! Tem aquele lance do policial que segue as pistas para descobrir o que aconteceu com a esposa e que ninguém acredita no que ele descobriu! E como era de se esperar, Eric, personagem vivido pelo ator Marco Pigossi que protagoniza a parada, acaba se deparando com detalhes sobre o seu passado, coisas que fazem com que a história tome um rumo bem interessante, você chega a bolar diversas teorias ao longo dos episódios, pensando isso e aquilo, e o plot twist que acontece é inesperado pá boss!

Netflix / Divulgação

Os efeitos especiais não são tão usados ao longo da temporada, o que é um acerto, e isso deu aquela humanizada na história, fazendo com que o místico e o real se tornassem algo natural sabe? Tanto que você fica sem saber se a Cuca vai pegar ou não! E isso fez com que eu maratonasse a série, mesmo que o arco principal tenha inicio, meio e um fim mais ou menos em aberto. Tipo, você entende o final mas fica sem saber o que virá a seguir, porém, se não viesse nada a história teve um bom final, confuso isso nê?

Foto Alessandra Negrini

Alisson Louback/Netflix

No fim das contas, a dona Netflix nos trouxe uma série sensacional, nem precisei exaltar o trabalho dos atores, todos mandaram bem no que o personagem se propunha, cara, e dona Alessandra Negrini? Deu um ar tão misterioso, doce e assustador para sua personagem que você não consegue descobrir de que lado da Força ela está! E claro, também tivemos a parte literalmente humana da história, mas mesmo estando diretamente ligada aos acontecimentos, acabou ficando como um plano de fundo. Sem dúvidas dou CINCO FLAVITOS para a primeira temporada e espero muito que a dona Netflix a renove o quanto antes, e tipo assim, se não renovar já sabe nê? A CUCA VAI PEGAR…

 

Deixe seu Comentário

Este artigo não possui comentários